sexta-feira, 17 de abril de 2009

FERA ENJAULADA




Tem hora que preciso ser humana. Tem hora que me arrependo disso, muito. Tem hora que desejo ser cruel. E ultimamente nunca me arrependo disso.

O que lamento é ter me faltado, ultimamente, aquilo que sempre fez parte de mim, de minha vida, de minha personalidade: coragem.

Queria virar aquela fera novamente. Re-encontrar a coragem pra sair correndo, depois de aberta a jaula. E começar tudo de novo, em algum lugar distante, onde nunca ouviram falar de tudo o que tomou minha vida nos últimos tantos anos.

Apenas garanto uma coisa: quando eu abrir a jaula, cuidado. Perigo `a vista.

Sem comentários:

Enviar um comentário