quarta-feira, 10 de junho de 2009

QUE BONITO É

Quem tem sua faixa etária na prateleira dos ENTA, certamente se lembra do Canal 100. Das imagens de lances incríveis, de gols maravilhosos, dos ídolos, de tantas histórias nas telas do cinema, sempre antes do início do filme.

E a música? Não dá pra descrever a alegria que ela representa. Da melodia do samba "Na Cadência do Samba" com os versos que tem cara de bola no fundo da rede. Tudo isso tem perfume de infância, tem sabor de saudade, tem cor de felicidade. Tem o toque e o calor de uma volta `as raízes, aquelas que nos fizeram como hoje somos.

Glória das glórias, o Canal 100 inaugurou seu blog e agora está com seu acervo no mundo virtual, a uns cliques de distância daquele cinema do bairro, com o lanterninha de uniforme de soldadinho de chumbo, da sala de projeção que a gente podia visitar, do baleiro com Chokito, caramelos Banda e Mentex. Ah, e da pipoca, a estrela principal.

O texto e a imagem abaixo, colei do www.canal100.com.br. O link também está aí ao lado, na lista de Cheers, que fará um baita brinde, hoje, ao Canal 100.

Vida longa ao blog!

Para muitos o cinema é o conjunto dos grandes filmes. Para outros, o cinema não passa de uma técnica de ilusão. Mas para aquele que quer conhecer a história do século XX, para quem busca desvendar o segredo dos deuses e das lendas do homem contemporâneo, o cinema é, sem qualquer dúvida, a mais importante das fontes de informação.

Daí a importância dos cinejornais. Como gênero de cinema, em todo o mundo, o cinejornal esteve presente registrando o século. No Brasil desde os anos cinqüenta, o CANAL 100 criou a legenda dos grandes cinejornais.

O criador Carlos Niemeyer, começou a fazer cinema nos anos 50, produzindo com Jean Manzon alguns documentários sobre o Rio de Janeiro. Em 1958 fundou sua própria produtora que mais tarde se especializou em cinejornal, surgia o Canal 100 que de 1959 à 1986 produziu um cinejornal por semana, formando um importante acervo cinematográfico dos acontecimentos jornalísticos da época. (aproximadamente setenta mil minutos de imagens)

O nome Canal 100 foi uma analogia à televisão que até recentemente se identificava pelo número do Canal. Canal 13(Tv Rio), Canal 6 (Tv Tupi), Canal 4 (Tv Globo), etc. Canal 100 era na visão de Carlos Niemeyer um número inatingível pela Televisão.

Desde 1959 as lentes do CANAL 100 tentam inovar; Seja na simples criação das vinhetas, ou na "mis en scene" da montagem, e principalmente nas filmagens, onde sobressaiu , Francisco Torturra , o melhor cinegrafista de futebol da história dos cinejornais. Tudo sob a supervisão de Carlos Niemeyer.

Na parte musical , foram compostas trilhas para cada vinheta do jornal, uma delas com partituras do maestro Tom Jobim. No futebol, após diversas tentativas, descobriu-se o samba de Luis Bandeira, "Na cadencia do Samba" que virou hino e trilha sonora do futebol brasileiro.

Criador de um estilo próprio, foi no futebol que a marca do nosso jornal se tornou mais famosa. O perfeito casamento entre o maior esporte do mundo e a síntese de todas as artes, o cinema.

Como dizia Nelson Rodrigues: "Foi a equipe do CANAL 100 que inventou uma nova distância entre o torcedor e o craque, entre o torcedor e o jogo, grandes mitos do nosso futebol, em dimensão miguelangesca, em plena cólera do gol. Suas coxas plásticas, elásticas enchendo a tela. Tudo o que o futebol brasileiro possa ter de lírico, dramático, patético, delirante…"

Mas, apesar de todo o sucesso, os tempos mudaram e em 1985 o ministério da Cultura do Governo Figueiredo, apoiado pelos lobistas do cinema americano, inviabilizou a produção, proibindo a propaganda comercial em cine-jornal. Era o fim do futebol do Canal 100 e de um estilo brasileiro de fazer cinema.

Agora que você já conhece um pouco da nossa história, que tal ver algumas das notícias que foram divulgadas nos nossos cinejornais nessas 5 décadas de Canal 100! Escolha uma das décadas acima e navegue na Timeline do Canal 100!




2 comentários:

  1. Não sei se te disse, mas sou formado em Rádio e TV, comunicação social essas coisas... achei muito instrutivo teu post de hoje, adorei a lição. Gosto muito de tudo isso. Obrigado por esta chance.
    Ocatador.

    ResponderEliminar
  2. Não disse, mas vivas! Estou 'babando' pra fazer um curso de rádio (uma extensão, algo parecido, locução não, hehe).

    Canal 100 me arrepia. Cinema e futebol juntos é quase a perfeição.
    Que bom que você gostou. Catou?

    ResponderEliminar