segunda-feira, 3 de agosto de 2009

OS DESAFIOS


Quem foge de um desafio não vive, apenas vai levando. Detesto gente covarde e dou um valor do caramba pra coragem, pra ousadia, pra força de enfrentar desafios que muitos trazemos conosco. Tenho orgulho de ter amigos e amigas assim. O depoimento abaixo é um CtrlC+CtrlV do Por Isso Não Provoque, link ali ao lado na minha lista de brindes com champanhe. Mas que cada um brinda com a bebida que lhe aprouver. Kika Albuquerque, é difícil o seu desafio, mas para a sua coragem, ele é apenas mais um desafio. Nada mais do que mais um. Que daqui a pouco será passado. Tenho orgulho de você.

Hoje tá difícil.

A médica avisou que aconteceria. Nível de paciência: zero. Nível de tolerância: menos 10.

Quando uma pessoa que, como eu, fumou por 40 anos se propõe a parar de fumar é porque todo um conjunto de situações já aconteceu.
Se eu não sabia que iriam acontecer? Claro que sabia! E eu sou boba? Não! Fui uma fumante absolutamente consciente de que um dia a casa cai.

Junto com o "parar de fumar" vem as outras restrições: não pode isso, não pode aquilo, não pode tudo. Não coma isso, não coma aquilo, evite tal coisa.
E sabem em que momento vem isso? No momento em que a própria vida já tirou uma porção de coisas de você. Natural! Queriam o quê? Beleza, juventude e sabedoria ao mesmo tempo? Deus não dá. Ele vai dando umas coisas e tirando outras porque Ele é sábio. Nessas situações parece que a vida passa pela cabeça da gente como um filme em looping. O filme recomeça, e recomeça e recomeça. Coisas nas quais você não pensava há muito tempo voltam e insistem em se fazer lembradas.

Se eu estivesse no Rio, pegaria um carro, janelas abertas, vento na cara, acelerador.
Iria até sei lá onde pela orla. Talvez até o Recreio, ou até a Pedra de Guaratiba. Na volta, esperar o por do sol na pedra do Arpoador. O sol deu o ar da graça em Sampa. Pelo menos isso.

Amanhã é outro dia. Espero que melhor do que hoje, porque hoje tá difícil.
O difícil vai ser esperar o hoje terminar.

1 comentário:

  1. Amiga, já deu e já passou.
    Impressionante e gratificante é constatar a competência da médica que me avisou, tim-tim por tim-tim, tudinho que iria acontecer.

    E apavorante, sim, apavorante, é constatar que tudo é quí-mi-ca. Dependência quí-mi-ca. A química fazendo o que quer da sua mente e do seu corpo.

    Mas eu derrubo a danada! Ah se nao derrubo!

    (O remédio ésimplesmente o máximo. Tira completamente o tesão pelo cigarro. Esse piripaque todo é meramente psicológico.)

    ResponderEliminar