terça-feira, 4 de agosto de 2009

PORQUE EU SÓ CANTO SÓ

Sou uma pessoa de noite, de aromas e letras.
Principalmente de letras.
Elas movem-se em minha vida assim como movem minha vida.
Escritas, faladas, não ditas e cantadas.
As letras cantadas tem sabor, cor e perfume especiais, diferenciados.
Na minha maior indignação, quando
prefiro o silêncio sem deixar de dar meu recado,
nada reflete mais esse momento do que
Quando Eu Estiver Cantando.

Nunca morri de amores por Renato Russo. Não me agrada em quase nada.
Mas não consegui encontrar outra versão.

Salve, Cazuza!


Sem comentários:

Enviar um comentário