sexta-feira, 12 de novembro de 2010

DA CULTURA E DOS VINHOS




Os Aisthéticos.

Milhões de pessoas passam a vida em branco e tem como a preocupação principal, de sobreviverem, da melhor forma possível e pelo maior tempo viável. Estes de alimentam de qualquer coisa á qualquer hora.

Existem no entanto homens e mulheres que não se contentam em apenas viver a vida, estes desejam usufruir e apreciar a vida. Valorizam o diferente, o que foi buscado, seja o mar azul, sejam as violetas de outono, música harmônica ou belos vinhos. À primeira vista poderiam estes serem tachados de materialistas vulgares, mas não o são, pelo contrário, receberam o dom inato de valorizar sentidos, obtendo prazers através da observação e degustação harmônica da vida. O “belo da vida”, nos faz pausar e sempre que convocados, a ouvir e sentir a ressonância positiva que o “belo” provoca nas nossas almas.

Estética (do grego αισθητική ou aisthésispercepçãosensação) é um ramo da filosofia  que tem por objeto o estudo da natureza do belo  e dos fundamentos da arte. Ela estuda o julgamento e a percepção do que é considerado belo, a produção das emoções pelos fenômenos estéticos, bem como: as diferentes formas de arte e da técnica artística; a idéia de obra de arte e de criação; a relação entre matérias e formas nas artes.

Definir cultura não é simples, acesso á cultura e apresentação á cultura são tarefas “de vida” nem sempre glorificadas. Não me cabe justificar cultura ou falta de, mesmo porque o que escrevo é pelo prazer, pelo belo e pela estética de viver.

Existem pessoas, de boa fé, que ficariam felicíssimas com elas mesmas se elas fossem declaradas “Conhecedoras de Vinhos”, porém são convictas de que tal conhecimento está fora do alcance delas. Seja por falta de tempo, dinheiro ou ensinamento adequado. Isso é um engano enorme; milhares de pessoas não sabem pintar ou tocar instrumentos, mas são capazes de curtir musica e pinturas, estas pessoas são também capazes de curtir bons vinhos.

O Que É Vinho?

Dentre várias definições, esta me parece a mais apropriada: vinho é o sangue vivo da uva !
Vinho é harmonia e por mais estranho que possa soar; vinho é uma mescla intrínseca de substâncias diversas, dissolvidas em álcool e água !

As uvas maduras são colhidas e o caldo da fruta é extraída por pressão. O sumo entra em fermentação e se transforma em vinho. Esta fermentação pode ser rápida ou lenta, completa ou incompleta. O açúcar do sumo fermentado se transforma em álcool, dentro do suco e voilá, temos vinho. Processo químico limpo e cartesiano. Vinho é mais limpo do que água ou leite. Vinho não abriga qualquer tipo de bactéria patogênica.

Bem, se o vinho vem da uva, vamos olhar agora para a uva. Para a uva se tornar vinho, basta ter terra, sol e boa vontade. Centenas de tipos diferentes de uvas são plantadas em dezenas de tipos de solo e em condições climáticas distintas pelo planeta afora.

A extração e o armazenamento tem diversas técnicas mas a verdade tem que ser dita; a vasta maioria do vinho produzido anualmente, é um vinho mediano, limpo, porém honesto! O melhor disso é que o preço também é honesto. Porém o produto não é tão excitante assim. 

Bem, agora chegamos ao que interessa: tem uma quantidade reduzida de vinícolas que anualmente produz produtos de elevada qualidade, em quantidade reduzida, e aqui o problema é o preço. Qualidade excepcional e preço astronômico. É para poucas pessoas. Mas isso não vem ao caso, o que realmente interessa é a honestidade do produto.

O que é um vinho “honesto”? É o produto produzido sem interferência de químicos ou substâncias alheias. É um produto que não se esconde atrás de nomes pomposos ou que pretende ser algo que não é.
Um vinho honesto é belo de se olhar contra uma chama de vela acesa, é prazeroso ao olfato e melhor, dá na boca a sensação exata de produto limpo.

Um vinho saudável e limpo é um bálsamo para a saúde. Saúde é condição predisponente mandatória para harmonia. Vinho exige cuidados no manuseio, no armazenamento e no uso diário.

4 comentários:

  1. marcia190712/11/10, 15:29

    bom, depois deste texto e com o friozinho bom que esta por aqui, só me resta propor um brinde:
    ótimo feriadão a todos!
    tim-tim!

    ResponderEliminar
  2. Pois é Velvet,na sequencia vou aboradar os diferentes tipos de uvas, pelo menos os mais comuns.
    Amo muito isso tudo !

    Lunarscape.

    ResponderEliminar
  3. Também amo vinho! É o néctar dos deuses! Bom dimais!

    ResponderEliminar