segunda-feira, 15 de novembro de 2010

FIM DE TARDE

 "Caminhamos ao encontro do amor e do desejo. Não buscamos lições, nem a amarga filosofia que se exige da grandeza. 
Além do sol, dos beijos e dos perfumes selvagens, tudo o mais nos parece fútil. 
Quando a mim, não procuro estar sozinho nesse lugar. 
Muitas vezes estive aqui com aqueles que amava, e discernia em seus traços o claro sorriso que neles tomava a face do amor. 
Deixo a outros a ordem e a medida. 
Domina-me por completo a grande libertinagem da natureza e do mar. 
Quando procuro o que há de fundamental em mim, é o gosto da felicidade que eu encontro." 
(Albert Camus)

1 comentário:

  1. Deu uma vontade tão grande de reler O Estrangeiro! Vou já revirar os armários. Bjs

    ResponderEliminar