sexta-feira, 5 de novembro de 2010

O MITO E CRIATURA. TEM DIFERENÇA?


Sexta-feira, ensinou-me a querida @maysaluz, é um estado de espírito. Hoje é o primeiro "estado de espírito" depois do segundo turno. Ou melhor, depois que nós, brasileiros de alma esperançosa em ver o país, enfim, ter um futuro menos dramático, vimos derrotadas as nossas expectativas.

Durante essa semana, e ainda nas próximas, não nos cansaremos de ler, ver e ouvir análises de erros desses e daqueles [sempre os outros] derrotados. Vivi todos os erros muito de perto e não vejo, nesse momento, necessidade de apontá-los. Porque quem os viu mais de longe tem feito isso muito melhor do que eu faria. Repetição cansa. Quando se esgotarem os argumentos desses, poderei então, talvez,  contribuir com impressões novas. 

Depois de dois ou três dias tentando escapar do Lula e da Dilma em nome de minha sanidade mental, acompanho agora toda essa movimentação em torno da eleita e de seu futuro governo, através da imprensa. Oi?!! Alto lá! A imprensa isenta, que caiu de joelhos diante de Lula ainda em 2002 e que até hoje lhe presta a "genuflexão voluntária" sem enrubecer de vergonha de si própria? Fazer o quê? É o que temos. Em nosso socorro, contamos com alguns analistas, que contados nos dedos de uma mão, são os que não se contaminaram dentro da histeria coletiva de ode ao mito lulista. 

O cenário que já se delineia é bem feio. A cara, literal e figurada, da presidentA e de sua trupe - como se não soubéssemos disso - graças à primeira "boa e grande" medida anunciada: a volta da CPMF travestida de Contribuição Social da Saúde.

Pois neste "estado de espírito" disfarçado de dia na folhinha, levanto um ponto minúsculo, escondido nesse novo cenário, e deixo para que, caso queiram, reflitam comigo: a recriação da CPMF dá o tom dos próximos anos do futuro governo. Mas principalmente, mostra a diferença exata entre Lula, o Mito, e Dilma, sua Criatura: enquanto a primeira medida de Lula, ainda em 2002, foi o bombástico lançamento do natimorto Fome Zero, programa populista cujo nome foi inventado dentro de um avião por Duda Mendonça, dona Dilma cria um imposto para salvar o que foi vendido como perfeito durante sua campanha: o sistema de saúde brasileiro, administrado pelo PT por 8 anos.

O espaço para comentários está à disposição. Dilma Rousseff, a Diferente. Disso ninguém duvida. Mas significa? Falaê!

16 comentários:

  1. Ainda acho que essa história do CPMF está mal contada. É manobra de "cortina de fumaça" para alguma sacanágem maior.

    Lunarscape

    ResponderEliminar
  2. atakardiac05/11/10, 12:13

    Aécio com esse papo generoso parece não fazer questão de ser líder das oposições. Quem sabe ele tenha que se abrigar no PMDB para o grande vôo em 2014 ou 2018?

    ResponderEliminar
  3. Triste a falta de educação política de nosso povo.
    Elegendo uma diferente "vendida" como uma igual ao Lula vai causar uma das maiores confusões políticas de nossa já conturbada história.

    Não votei em Dilma por achar que a briga TermerxLulaxPT para mandar no governo dela será danoso ao País!

    Sim minha cara, Dilma não será a continuação do Gov Lula! Sua pergunta é pertinente: Será o que?

    ResponderEliminar
  4. Vai servir como treino de negociação com o Congresso, para dona Coisa. E se passar, a volta da CPMF, então também servirá para que ela saiba que poderá ignorar, como reza sua cartilha totalitária, as funções e prerrogativas do Parlamento: se tem os parlamentares e governadores comendo na sua mão...

    ResponderEliminar
  5. Ela pode até consegui aprovar esta Josta no embalo da vitória e da largada no Torneio Interplanetário de Puxa-Saquismo.
    Mas, como se diz aqui na terra dos Manaós, Vai Ter Que Roer Uma Pupunha.
    Não vai ser fácil não.

    ResponderEliminar
  6. A criatura de Lula é uma das pessoas mais cínicas que já vi.

    Senão vejamos: disse que era contra o aborto e seu partido tem, no Congresso, inúmeros projetos tentando legalizar a prática.

    Outra mostra candente do cinismo da marionete petista: disse que era contra aumento de impostos mas o projeto que recria a CSS (ex-CPMF) caminha à passos largos no legislativo.

    Esse é o modus operandi desta mulher de duas caras:

    "Eu disse que era contra e continuo contra; foram eles que apresentaram os projetos. Eu não tenho nada com isso."

    Pobre Brasil...

    ResponderEliminar
  7. A principal responsável pela recriação da CPMF será a Criatura, por óbvio. O assunto é de interesse do Executivo (imposto). Embora nasça no Legislativo - e se dá dessa froma para ocultar Dilma do processo - todos sabemos que o que ela disser será feito pela sua base nas Casa legislativas (avançar ou não com a pretenção). Esta Criatura encontra respaldo numa maioria idiota que aceita tudo.

    ResponderEliminar
  8. Ano passado, Lula aventou com a criação de uma sobretaxa para a poupança. A Criatura tentará também. "Tudo para o estado..."

    ResponderEliminar
  9. Esse debate sobre a volta da #CPMF é uma experimentação, para se ver e sentir a reação do Congresso Nacional e da sociedade.
    Enfim, se o governo Dilma conseguir aprovar a volta desse "imposto", terá certeza de que outras medidas, que não afetam o bolso das pessoas, terão porta aberta, por exemplo, aquelas dissimuladas no PNDH III.

    ResponderEliminar
  10. Esse governo tem tanto mistério, que não duvido venham notícias escabrosas. A vingança, embora quem sofra sejamos nós, é que esse aporte do FED de U$600 bilhoões, vá pegá-los antes da posse da monstra e deixá-los com a sensação de uma 51 na veia por 4 anos. A vingança saramaligna.

    ResponderEliminar
  11. Blues, muito bem lembrado. Palocci e Cia.Ltda segurarão essa batata quente, ainda na transição.

    "51 na veia" é uma expressão perfeita. Para mim, 51 não serve nem para as minhas famosas caipirinhas. Mas serve bem demais para as veias da petralhada.

    ResponderEliminar
  12. Como dizem meus filhos, uma p.. falta de sacanagem. Mas a questão é que há 2 trilhões de dívida interna prá pagar. Virão aumentos de impostos e outras medidas. O país precisa exportar e continuar crescendo. Haverá mexida no câmbio. Ou seja, o engodo do governo Lula começará paulatinamente a aparecer para os que, até aqui, não quiseram enxergar!

    ResponderEliminar
  13. Tem toda razão, Alberto. E com tudo isso, virá muita maquiagem, muita perfumaria, no primeiro ano de governo da Criatura. Nesse momento, eu PRECISO (apesar de não saber como) ter alguma esperança no Congresso. Só de lá pode sair alguma verdade sobre a real situação do país.

    ResponderEliminar
  14. A bandeirinha de Angola diz que eu estive por aqui.. só apreciando essa gente boa!

    ResponderEliminar
  15. pois é, por tudo isto e que eu acho que temos que pressionar a oposição de tudo quanto é jeito. tt, e-mail, blogs.
    temos que fazer valer e ecoar nossas vozes.
    temos q nos organizar. o pt é o pt porque faz politica 24/7 e não só nas eleições.

    ResponderEliminar
  16. Precisamos encontrar os emails dos políticos em quem votamos e encher a caixa postal deles!
    Se ficarmos quietos, esse roubo vai passar no congresso e nós vamos pagar a conta!

    ResponderEliminar