sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

FIM DE TARDE - SO THIS IS CHRISTMAS


Amor imenso cabe num sorriso
Mar de ternura cabe num olhar
Mas nem você, nem eu, ninguém diria
Que Deus no colo Virgem de Maria
Põe numa gruta todo paraíso
Da manjedoura faz sublime altar

Imensa dor a lágrima enclausura
Já na semente a flor está no fundo
Mas nem você, nem eu ninguém sonhava
Deus ter por mãe quem quis ser sua escrava
E uma mulher com maternal ternura
Suster nos braços quem carrega o mundo

Você não vê a brisa suave e mansa
Todo perfume a gente apenas sente
Mas tal ideia, quem de nós a tinha
Um Deus chamar "mamãe" uma mocinha
E a gente ver num rosto de criança
Toda bondade e amor do Onipotente

Se Deus põe todo o seu amor Divino
No coração assim de uma criança
Nas mãos fofinhas desse Pequenino
Vou por meu ser, vou por minha esperança
(Irmã Míria)

Sem comentários:

Enviar um comentário