segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

FIM DE TARDE


Nascer... nascer com o dia, todo dia, sem entardecer.

Mas saber que, ao nascer, se levará algo.

Uns, para ser dado ao outros.

Brincar, sem esquecer de abrir o caminho para o que é real.

Crescer com o tempo, aprendendo e realizando, sem apenas sonhar.

Viver sabendo que a vida não é nossa. Nem é de nossos vizinhos. É emprestada.

Devolver. Pela capacidade, pela vontade, pela realização.

Nascer, brincar, crescer e viver sem abrir mão de criar, de pensar, de elaborar, de construir.

Morrer sabendo que viveu assim.

Nascer, brincar, crescer, viver, realizar...é Natal.

1 comentário:

  1. Que lindo, Regina!
    Gostei muito!
    Desejo-lhe um Santo e Feliz Natal, de Paz e de Amor.
    Queremos todos, bem o sei, que 2011 possa mostrar-nos com a maior clareza quem é quem e a que veio. Sei que assim se fará porque a verdade é sempre SOBERANA.
    Mil beijos,
    Mia
    (@miaeloin)

    ResponderEliminar