terça-feira, 11 de janeiro de 2011

BOM DIA, ESTADO

Estado onde nada vale o ditado "quem paga as contas diz a hora de levantar" ou, quem sustenta a casa, estabelece as regras. Estado onde o "impostuinte" paga, sustenta,  e só obedece. Como impostuintes, queremos e não recebemos nada do estado. Estado em que o anão parasita que o governa, já em sua terceira geração, vai acumulando "coisas" a nos devolver, e não falo daquilo que seria sua obrigação institucional, como segurança, educação, saúde e investimentos em infra-estrutura. Falo de "coisas" que não deveriam ter sido expropriadas, não fosse o "poder" do estado. 


1. Chico, devolve o Jabuti! 2. Mercadante, devolve o doutorado! 3. Expirado, devolve o crucifixo! 4. Expiradinhos, devolvam os passaportes! 5. Expirada Galega, devolve o secador de cabelos!
"Estes são os meus princípios. Se você não gosta deles, eu tenho outros." (Grouxo Marx).
Mas você, estado, enquanto governado pela República Popular do Chiqueiro, não vai gostar dos meus outros, tampouco!

Sem comentários:

Enviar um comentário