terça-feira, 25 de janeiro de 2011

CAI A NOITE



Por um minuto posso desaparecer
Por um minuto posso até não dizer 'Oi'!
Posso não gostar da vista
Posso não ouvir a voz
Posso nem respirar.

Por um minuto posso sentir dor
Por um minuto posso até não derramar a lágrima
Posso desejar o sussurro
Posso escolher a chuva
Posso nem cochilar.

Por um minuto, posso apenas talvez querer
Por um minuto posso até me encontrar ao me perder
Posso apreciar o gesto
Posso entender o sorriso
Posso nem olhar.

Por um minuto, talvez eu saiba

Por um minuto, talvez eu veja
Por um minuto, talvez eu leve
Por um minuto, seu, talvez eu tenha
uma vida inteira.

2 comentários:

  1. Por menos de um minuto, li esses versos maravilhosos e me valeram essa hora aqui, agora quieta, mansa, refletida, parada; o tempo eterno de um minuto que foi alcançado pela retina do meu olhar...

    Parabéns, bom gosto!

    ResponderEliminar
  2. Casal 20, sempre presente, e com palavras mais lindas do que os posts...

    Boa noite!

    ResponderEliminar