sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

NÃO É UM BOM DIA AINDA, ESTADO

Ainda não é um bom dia, estado. Você segue inerte. Nós seguimos acompanhando a tragédia da perda de vidas humanas pelas chuvas. Só na região serrana do Rio de Janeiro, até esse momento em que escrevo, 506 mortos já foram encontrados. E o número deve crescer. 506 famílias que perderam muito mais que suas casas, ou os carros ou a geladeira. Perderam pessoas. Não é um bom dia, estado. Seu anão parasita que o governa passeou de helicóptero, num sobrevôo ligeiro sobre as áreas atingidas, e antes de armar uma pantomima sem gestos e sem atitudes denominada "entrevista coletiva", que não disse nada sobre coisa alguma, cumpriu compromissos com o Fluminense Football Club (é assim grafado no site oficial do time): o clássico pouso no meio do campo e poses com o uniforme tricolor. Cenas lindas, divulgadas pelo time, já que a Presidência da República, providencialmente, omitiu essa informação. Que certamente jamais serão esquecidas pelas famílias afetadas pela catástrofe no Rio. Insensibilidade e cinismo,  título perfeito da notícia dada pelo blog Coturno Noturno. Não é um bom dia ainda, estado. A você, nada. Às famílias que sofrem suas perdas, meus respeitos. 

"Previsão para daqui a um ano: chuvas torrenciais no RJ, pessoas morando em área de risco, deslizamentos, mortes, politicalha demagógica. Assistindo às performances da expiranda e de Wally, diante das tragédias chuvosas no Rio de Janeiro, o homem de bem sente engulhos. Wally apareceu no RJ apenas para bajular a expiranda? Ou as milhares de vítimas da tragédia chuvosa não seriam dignas bastante para ele? E afinal, a expiranda e Wally torcem para o Fluminense?" (BSchopenhauer)

2 comentários:

  1. Nada mais se pode dizer sem correr orisco de ser preso: VERGONHA e DESRESPEITO.

    ResponderEliminar
  2. A anomia do Estado chegou ao mais baixo degrau, o crime, aquele em que permite que seus cidadãos morram às pencas, por irresponsabilidade quanto aos seus deveres. Vergonha!

    ResponderEliminar