terça-feira, 25 de janeiro de 2011

POBRE DE QUEM NÃO É CACIQUE

Poderia ser um tipo de hino do indivíduo. Além Dele (em outra dimensão), aqui nestepaiz é só com quem podemos contar: nós mesmos. Canto para amenizar...


Eu não sou playboy
Eu não plebeu
Não sou maluco nem sou careta
Minha tribo sou eu

Sem comentários:

Enviar um comentário