domingo, 30 de janeiro de 2011

SÓ NOMES?



Se a História é uma história e o homem é o único animal que ri, vamos conhecer a história de alguns nomes que as pessoas "se" dão? Dizem que todos são verdadeiros. Eu nem sei se duvido, já que "tudo o que é humano não me é estranho", conforme Terêncio. Mas se render algumas risadas nesse domingão sem muita inspiração (minha), está valendo. 

Caso alguém que venha aqui neste blog tenha sido batizado com um desses, só me resta transmitir pêsames. Por ter pais e mães com cérebro de titica. Ou em trip de ácido. O que deve dar no mesmo. 

Ah, e pelamordedeus, não vale se entusiasmar, se inspirar e batizar seu totó com algum desses, viu? Nem vou levantar a hipótese de batizar seu (sua) filho (filha)...

Valdisnei: Um clássico. Tem aos montes. Homenagem ao grande Walt Disney. 
Usnavi: Filho de um fanático por navios da marinha Americana (U.S. NAVY)
Kaelisson Bruno: Homenagem ao grupo KLB (Kiko, Leandro e Bruno) 
Merdalina: Pois é. Tem de tudo 
Maiquel Edy Marfy: Seria Michael + Eddie Murphy?
Maycom Géquissom: Sem comentários - mas é outro baita clássico. 
Kevinson Clarckysson Junior: Sem explicação. O nome do pai era Sebastião. Oi?
Um Dois Três de Oliveira Quatro: Esse é famoso, clássico e já ficou até sem graça.
Tospericagerja: Mais um clássico, homenagem do pai aos craques da Copa de 70: TOStão, PElé, RIvelino, CArlos Alberto, GERson, JAirzinho. 
Jean Cloude Vandame da Silva: Um magrinho raquítico, certamente. Outro da tabela dos clássicos que abundam nos cartórios da vida.
Boniclaide: Sem informações se nasceu com uma rajada de balas. 
Erripóter: A mãe não se chamava J.K Rowling. Será que nasceu numa estação de trem?
Kalifornia Drim dos Santos e Roliude dos Santos: Irmãos provindos de uma comunidade hippie.
Darkson Stick Nick de Sousa: Dá pra entender? Não decifrei esse.
Rarlei Dayvid: Born to be wild! Ave, Suplicy!
Uilia Kity e Uiliam Kety: Gêmeos da geração Thundercats.
Bilidudilei e Jimibradilei da Silva: Irmãos. Só podiam ser.
Letisgol: Outro clássico. Em versão tupiniquim. 
Railander da Silva: Esse sofreu um corte, para sua sorte, não foi a sua cabeça que foi cortada. Clássico, também. Assim como Maycom e Valdisnei, é encontrado fácil num campinho de terra, de pelada, perto de você.
Heman Eduardo: A pronúncia é He-man! Pelos poderes de Grayskull!! 
Bruno: Filho mais velho. Até aí nada, o problema foi quando o mais novo nasceu, e foi batizado de Marrone. 
Pir: Pronuncia-se PI-ERRE. 
Elen Geoáite: Clássico não, classudo! Homenagem à escritora americana  Ellen G. White. 
Eneaotil: Era mais fácil chamar de NÃO?
Darzã: O pai era fanho e o cara do cartório não entendeu quando ele disse Tarzan. 
Kwysswyla: Uma proeza, só uma vogal! Leia-se Quíssila. 
Romish Naide: Homenagem a Romy Schneider. Tá, eu sei que você não conhece. Foi uma diva do cinema há uns 50 anos trás... 
Shaite: Não é "saite" da web. Nosso velejador Robert Scheidt também merece homenagem. 
Madeinusa: Exótico? Apenas a expressão MADE IN USA, junta. 
Mikarraquinem: Esse é fácil, óbvio. Mas será que a criança corria pela casa? 
Freuilliam da Silva: Free Willy legendado. 
Tayla Nayla, Taxla Naxla, Tarla Narla: Irmãs cuja mãe aguardava a quarta filha, que seria batizada de Taola Naola.
Leidedaia: Nem precisa tecla SAP! (E eu já conheci uma Leide Daianny, assim grafado).
João Lenão: Beatle tupiniquim.
Magaiver: Esse, com certeza, tinha uma mãe que tomava pílula e um pai vasectomizado que estava usando camisinha no ato. E mesmo assim deu um jeito de ser concebido, sem usar arma de fogo. 
Justin Duite: A Nike fazendo a cabeça do povão. 
Agah Esterna: Essa era uma jóia! Literalmente. 
Jedai: Que a força esteja com você. Também clássico e sem graça.
Inri: Isso mesmo. Jesus de Nazaré Rei dos Judeus. Amém. 
Rudegulyte e Clayver: irmãos, uma dupla de ataque poderosa (RuudGullit e Kluivert) 
Ulton: É U-Eli-Ton. TEM que pronunciar o L.
Uiliam Bone: Futuro apresentador do Jornal Nacional.
Hyrum: Pronuncia 'Airon'. Questionado, o pai disse que era homenagem ao Iron Maiden.
Kung Fu José e Kung Fu João: Gêmeos. 
Michei Mause: Deve ser filho do Valdisnei.
Miquetisson: Segundo a mãe, pronuncia-se... Mike Tyson. Não se sabe se morde orelhas.
Patric Itambé da Silva: Nenhum parente trabalhava na fábrica de laticínios. Homenagem ao ex-piloto francês de F1 Patrick Tambay.  
Villejack e Cachemire: Dois irmãos, eita propaganda! Se você tem menos de 30 anos, corre pro Google pra saber do quê!
Hotidogson: Nem o tradicional sanduba de salsicha escapa da homenagem.
Milquesheiqueson: Qual era o sabor? 
Brucily Henrique da Silva: Mais um homenageado óbvio, Bruce Lee.
Abiascorpe da Silva: Esse nunca iria preso. Pode crescer e se filiar ao PT.

Sem comentários:

Enviar um comentário