sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

V.I.P É MICROFONE. VOZ É OPINIÃO.



Na #Trilha da Indignação, comentários no post BRASILEIRO CORDIAL:

"O povo brasileiro ainda continua atado ao servilismo da colonização. Não conseguiram romper os grilhões que mantem preso sua cidadania e liberdade de escolha, pela incapacidade de politizar-se. Lamentavelmente a cordialidade parece obedecer a uma ordem recebida e lá vai o povo prestar e render condolências aos seus irmãos de Pátria, diante da incompetência dos nossos governantes. O grito de revolta está adormecido pelos anos de escravidão servil e é muito mais fácil clamar aos céus que lhes valham em momentos trágicos do que cobrar com veemência o que lhes é negado! Triste país é este, cujo povo ainda não descobriu para que servem os Poderes constituídos ou para que servem os protestos e onde estes realmente surtem efeitos, ou seja, nas urnas eleitorais! Mais uma tragédia anunciada; mais politiqueiros se valendo da vida ceifada de suas vítimas para promoção individual e logo mais, se nada for feito, repetir-se-á ainda por muitos anos! Indignada com tudo! Acorda Brail e reaja!!!" @Edna_stos

"O solo urbano é, constitucionalmente, responsabilidade do município, o ente mais próximo ao cidadão, que deveria - até por isso - gritar nos ouvidos do prefeito para impedir o crime de perigo, configurado quando este permite, por ação ou omissão, a ocupação desordenada do solo, principalmente as encostas. Alguém perguntou se o MP não poderia mover ação de responsabilidade. Mais que pode, deve! Os governos do estado e a União não podem ser responsabilizados civil e criminalmente (cabíveis ao município e ao prefeito, respectivamente), mas politicamente têm suas responsabilidades quando não incentivam a legalidade ou não transferem, suficientemente e em tempo razoável, recursos sob suas gestões para reversão do caótico quadro. Agora é o momento de o povo cuidar de si, solidariamente como sempre; das bravas forças públicas de devesa civil agirem na anunciada tragédia; dos chefes executivos culparem seus antecessores (exceto Dilma) e prometerem recursos a rodo. Somos todos culpados, mas somente alguns terão sido cobrados." Carlos Alberto

1 comentário:

  1. infelizmente nós conhecemos o roteiro de cor.

    quem mora no rio, sabe que entre novembro e março há grande possibilidade de rios subirem e encostas descerem
    parece que só as administrações públicas ainda não aprenderam esta lição

    ResponderEliminar