terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

BOM DIA, ESTADO! ALGUNS DE NÓS, PENSAMOS!

Estado benemérito, abundante, largo. Observem-se os números, mantidos pelos impostuintes, se não é um estado fabuloso!


Estima-se, grosso modo, que estepaiz tem 25 milhões de pessoas aposentadas, assistidos ou pensionistas que percebem benefícios da seguridade social. Mantém 12 milhões de bolsas família. Sustém 6 milhões de funcionários públicos, entre ativos e inativos. Multiplique-se, também, esse número por 4, pertinente à composição de uma família média e à manutenção do crescimento vegetativo da população, e chegamos ao impressionante número de 172 milhões de pessoas que, para sua existência vital, dependem diretamente do dinheiro sacado na boca do caixa do estado. 

3 comentários:

  1. Nosso defeito: não pensar em números. Quando a gente os vê, expostos, assim, é assustador.

    Já acho que trabalhar 5 meses por ano para sustentar, com impostos, o estado, é pouco. Não tarda, vamos trabalhar 10 meses.

    E sem carnaval!

    ResponderEliminar
  2. marcia190708/02/11, 18:17

    eu acho que tem que separar o que é desperdício do que é direito.
    não se pode colocar tudo no mesmo saco.
    claro que sou a favor do estado enxuto e contra a desvirtuação do bolsa família, mas não acredito que apenas 20 milhões de brasileiros sobrevivam por conta própria.

    ResponderEliminar
  3. Descontado os males que a praga pode causar, a formiga é um animal notavelmente trabalhador e organizado. Mas mesmo nessa espécie, existem os que efetivamente produzem pesado, os que se ocupam de defesa e alimentação do grupo e os que cercam e vassalam a rainha. E as proporções são adequadas a fazer crescer cada comunidade.
    Ao que parece, no transporte para o caso brasilis, a composição de cada time é que está desregulado.
    A equipe de vassalos está cada vez maior e os operários ficam mais sobrecarregados.

    ResponderEliminar