sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

BOM DIA, ESTADO

Estado caro. Excessivo. Desnecessário. Estado demais para eficiência de menos.  Que não se preocupa com o quanto nos custa. Em compensação, também não se preocupa com o quanto vale - nada. Menos, ainda: sequer sabe qual é o custo de nada realizar. Estado sem limites, desgovernado por uma República Popular do Chiqueiro sem limites.  Que enraíza, a todo custo e sem qualquer valor, as gamarras da sua esquerdopatia, para que não olhemos para frente, não ergamos a cabeça e assim, não representamos nenhuma ameaça. Qual será o preço final que estepaíz pagará com doze anos de desgoverno da Idade das Trevas? Qual é o custo da mediocridade?


O desgoverno da Idade das Trevas opera sobre a máxima: "no longo prazo, todos estaremos mortos", independente do mau vivido hoje. BSchopenhauer

Sem comentários:

Enviar um comentário