sábado, 19 de fevereiro de 2011

CAI A NOITE


"Escrever é esquecer. 
A literatura é a maneira mais agradável de ignorar a vida. 
A música embala, as artes visuais animam, 
as artes vivas (como a dança e a arte de representar) entretêm. 
A primeira, porém, afasta-se da vida por fazer dela um sono; 
as segundas, contudo, não se afastam da vida 
umas porque usam de fórmulas visíveis e portanto vitais, 
outras porque vivem da mesma vida humana. 
Não é o caso da literatura. 
Essa simula a vida. 
Um romance é uma história do que nunca foi e
um drama é um romance dado sem narrativa. 
Um poema é a expressão de ideias ou de sentimentos 
em linguagem que ninguém emprega, 
pois que ninguém fala em verso."
(Fernando Pessoa)

1 comentário:

  1. Em outras palavras:

    "O poeta é um fingidor.
    Finge tão completamente
    Que chega a fingir que é dor
    A dor que deveras sente".

    E por que não dizer que, semelhantemente, o poeta finge sentir o amor que deveras sente...

    Fernando Pessoa é inigualável!

    ResponderEliminar