domingo, 27 de fevereiro de 2011

MISTÉRIOS


Tempos atrás recebi um e-mail em que se dizia que as canetas Bic eram espiãs extraterrestres e por isto apareciam e sumiam sem a gente nunca entender o porquê. E ontem, ao me deparar com um filhote de cachorro de uma destas novas raças metidas à besta, me lembrei dos irrequietos pequineses. Quem tem mais de 30 anos deve se lembrar deles que super-populavam por aí. Não havia rua, prédio ou vila sem pelo menos três deles. E com o passar dos anos eles foram sumindo, sumindo e sumiram. Ou melhor, eu acho que eles foram voltando para o planeta de origem deles...

Não, não riam. Pensem em quantas coisas simplesmente parecem ter desaparecido no ar. Tudo bem, tatuí sumiu por conta da poluição e já até está voltando às praias, mas, e os poodles; por onde andam estes seres antigamente chamados de cachorros de madame? Desapareceram juntos das ditas cujas que viraram, conforme a idade, patricinhas ou peruas. E você, se mora no Rio, já se deu conta da última vez que viu um vira-lata ou um gato de rua?

E alguém pode me explicar por que ficou tão difícil achar banana splitt e goiabada cascão? E onde foi parar aquele tira-gosto chamado sacanagem (pedaços de salsicha, de queijo e azeitona fincados em um palito)? Que dizer do strogonoff que reinava absoluto em qualquer festa metida a chique? Até coquetel de camarão hoje só é encontrado no Google. E sabe o que é o mais triste? É que eu simplesmente adorava estas delícias...

Outra coisa, os apartamentos novos não têm mais bidê nem banheira. Podem até ter uma jacuzzi, mas aquela banheira branquinha, comprida e com quase 1 metro de profundidade na existe mais. Como também sumiu, sem deixar rastro, o “jardim de inverno” dos apartamentos. Agora todos são retangulares ou quadrados, sem re-entrância alguma.

O sumiço atinge até o reino vegetal. Cadê as sambambaias, o dólar, o xaxim? Outro dia cheguei a me emocionar ao ver uma “pata de elefante” enfeitando o quintal da casa de um amigo. Espada de São Jorge e comigo-ninguém-pode só mesmo em casa de pessoas ditas “supersticiosas”.

Agora, saudosismo à parte, é interessante perceber que não é só a moda que muda. Coisas, comidas e animais passam sem a gente se dar conta. Como as Bics do início do texto, a gente só percebe muito, mas muito tempo depois que elas já se foram. Ou regressaram ao planeta de origem...

Mirtes Guimarães, a jornalista carioca que nasceu em Minas Gerais.

10 comentários:

  1. Jorge Atakardiak27/02/11, 17:28

    Saudosismo de bom gsoto é outra coisa. Tinha um perfume que eu me amarrava e sumiu o Vitess. Obrigatório naquelas domingueiras do Caiçaras ou Monte Líbano, KKKK Só vc mesma Mirtes para lembrar essas coisas. KKK

    ResponderEliminar
  2. Marcinha, poodle ainda tem demais. Ô cachorrinho antipático, rsrs.

    Outro dia contei no TT, saí pra trabalhar e um sujeito passeava com seu poodle no banco da frente, janela aberta, o bicho mordendo vento, todo feliz.

    Mas não é uó do borogodó um homem (se for) passeando com poodle? Pensei que podia ser da namorada e aí ele pagou o mico pra fazer média. Mas sendo assim, ela é uma bruxa má, fazer isso com o cara... sinal que não o vê como homem, macho, rs. Só como um mordomo....

    Delícia de texto, Marcinha, para não variar.

    ResponderEliminar
  3. marcia190727/02/11, 18:24

    gente, o eco-bauer lembrou bem: cadê o vitess? e o rayto de sol?e o rastro?
    xi, dá para fazer outro texto.
    velvet,
    seguinte,
    brasília é ilha da fantasia, aí existe coisa que até deus duvida, então nada demais ainda ter poodle. e por falar nele,realmente o cara tem q tá muito afim de uma mulher para passear com o poodle dela...

    ResponderEliminar
  4. Meire Cicote27/02/11, 19:14

    KKK. Meu irmão Decicote costuma dizer que existe uma terra perdida de isqueiros e sombrinhas, pois muitos os perdem e nenhum nunca é encontrado. Quanto ao xaxim, esse foi proibido porque vem de uma espécie rara de palmeira que está em extinção e a samambaia...bem, ela foi no pacote,(fora que o feng shui prega não usar plantas que "caem")kkk...a espada de São Jorge e a comigo ninguém pode, essas eu cultivo em casa por pura vagabundiçe uma vez elas dispensam maiores cuidados e bem...Yo no creo en brujas, pero que las hay, las hay...beijocas!!!

    ResponderEliminar
  5. marcia190727/02/11, 19:46

    meire,
    esta do feng shui é boa demais da conta! e eu tenho dois tipos de jibóia em casa...
    ah tb tenho comigo ninguém pode...
    adorei conhece mais um membro da família cicote...

    ResponderEliminar
  6. Meire, quando eu era criança, até lá pelos meus 20 anos, a gente ia pra beira de rio pescar e eu adorava pegar mudas de avenca nos barrancos. Nunca mais vi essa planta em lugar nenhum....

    ResponderEliminar
  7. Não sou nada saudosista, mas o pequinês, não faz falta, era feio como o cão. O que sinto falta mesmo é de um filé que adorava, chamado Steak Diana, que caiu num buraco negro e nem tchum.

    ResponderEliminar
  8. marcia190727/02/11, 20:18

    grande blues! boa lembrança, eu também a-do-ra-va steak diana!

    ResponderEliminar
  9. Putz, com certeza as meninas se esbaldavam no "Berro D'Agua" ou nos martinées do Clube Federal ali no alto Leblon.

    Falar do Cinema Rian seria sacanágem, ou no Miramar for that matter.

    Sim tem linhas de onibus que sumiram, balas, mas uma coisa persiste; aquele cavalheiro de cabelo branco que vende flores nas madrugadas pelos restaurantes no Leblon. Meu deus do ceu, aquele cara era velho e tinha cabelo branco quando eu era garoto ainda !
    35 anos depois eu o vi novamente e levei un susto. Era ele, e com a mesma cara. Prá mim é uma entidade..na boa !

    Lunar.

    ResponderEliminar
  10. sandra sallee01/03/11, 18:42

    sou do tempo do saudoso Urubu . Aquele que tinha oficina itinerante no posto 6 . E das matinees no Roxy . E do vestido " Tubinho " e dos bondes , quem lembra dos bondes ? Eu estudava no IE e adorava ir aos bailes encontrar com o meninos bonitos do Colegio Militar . Ai meus tempos !!!
    Que texto bom !!!
    Vamos lembrar de mais coisas boas .
    Tinha um remedio que qdo a gente tava com dor de garganta fazia 1 gargarejo e ficava curado . Esqueci o nome !!! mas tiraram do mercado pq era BB bom/barato ...
    Adorei Mirtes !!! lembra de + coisas ...

    ResponderEliminar