sábado, 19 de fevereiro de 2011

OS OUTROS PORTOS: CHEERS!



Port, Tawn, Ruby e Dry White

Port 
O Port é um produto engarrafado, sendo uma mistura de varias safras, podendo até ter sobras de Vintage de anos anteriores. O fato de ser uma mistura de outras safras torna o produto mais em conta, e isso pesa para os produtores. Fazer caixa, rápido. São aqueles portos que encontramos nos supermercados, onde não tem descrição do produto. Apenas o nome. Sofrem o mesmo processo de produção que o Vintage. Aqui não vale a pena pesquisar ano de produção ou indicativos de ser melhor ou pior desse ou daquele. Vale mais a intuição de ir “pela Casa” ou a Quinta que produziu o Port.

Tawny Port
O Vintage e o Port são considerados “finos”, já o Tawny não o é. Fazer um bom Tawny requer maiores cuidados e refinamento do que produzir um Vintage. Explico melhor; o Tawny para ser bom, passa por um sem numero de processos e requer cuidados especiais, desde o “blend” até maturação longa em cascos especiais. A ação do oxigênio durante a manipulação no casco de madeira tira do vinho a cor característica do Port, modifica o sabor, e tira o peso dos Portos mais densos. O Tawny é de fato um Porto para depois do jantar, para aqueles que preferem evitar a ressaca ou a indigestão após um jantar mais “pesado”. O Tawny é mais gentil para com o corpo. Uma das curiosidades é que o Tawny matura bem em garrafa e não é raro encontrarmos nas prateleiras dos mercados, Tawnies de 20 anos. São caros mas com certeza justificam o preço.

Ruby Port
O Ruby foi durante muitos anos a bebida favorita dos ingleses. Até 60 anos atrás, Ruby Port e Sherry eram os únicos vinhos encontrados nos Inns e Pubs espalhados pela Ilha Britânica. O Ruby Port era misturado com limão e atendia o publico feminino naqueles estabelecimentos. Era chamado de “Port & Lemon”. Tradicionalmente era administrado a pacientes prestes a ter alta de tratamento (dava aquela cor nas bochechas indicando boa saúde!). O Ruby é feito de misturas onde vale praticamente tudo e a palavra ordinário se aplica bem ao Ruby. Maturação de 2-3 anos e pronto, vai para as prateleiras. Tem o bouquet curto, mais a cor e a densidade do vintage, e é só.


O Porto “Branco” é feito de uvas verdes e até recentemente era um produto “desdenhado” pelos “verdadeiros” amantes do Porto. Tem a doçura do porto, mas não tem os sabores densos e portanto era o que se chamava de “Ladies Wine”, algo meio insosso (injustiça né?). Atualmente fabricam o White Port com o ciclo completo de fermentação do açúcar. Assim obtém-se um Extra Dry Port, mas todos concordam que falta muito para aperfeiçoar a fórmula.

Faço aqui um resumo para a melhor aplicação do Porto. Na minha modesta opinião, o Vintage pode ser bebido em qualquer momento das 24 horas do dia, desde que haja bons motivos para comemorar. O quê? Não importa! Pessoalmente prefiro o Vintage após o jantar, com morangos e chantilly. (Tem uma sobremesa chamada Fresas Madrilenhas que definitivamente potencializa o full flavor de um bom Vintage, ninguém deva morrer SEM antes ter experimentado isso!).

O Port é bom até para fazer molhos e ou harmonizar pratos sofisticados, seria o porto do dia a dia, justamente pelo preço mais em conta.

O Tawny precisa de cuidados, porque tem muita variação, não só no paladar como também no preço. O Tawny bom, é caro e acreditem, tem valor parecido com o Vintage. Mas no geral os Tawnies ordinários são baratos e vão bem no café após aquele jantar caprichado.

O Ruby e o White Dry são vinhos para assistir aquele filme com a família, despretensioso e agradável. Nada de extraordinário. Servem para ficar no twitter e os messengers da vida.

Por Lunarscape, o músico de rock e blues, expert em vinhos, que é médico por alguma inconsistência do destino.

Arquivo:

OS AIESTÉTICOS - ESCOLHENDO A PREÇO CAMARADA

7 comentários:

  1. marcia190719/02/11, 21:47

    e o lacrima christ da vida (tanto o espanhol quanto o potuguês)estaria em que categoria

    ResponderEliminar
  2. Sandra Sallee20/02/11, 03:12

    Juro que nunca havia me preocupado com tantas informacoes .
    Sofisticado e saber tanto sobre vinhos como o Doctor sabe .
    Para ser honesta , a ultima vez que bebi o vinho do porto foi la no Porto mesmo . Naquelas visitas que fazemos aos estabelecimentos que o vendem . Comprei 2 ou 3 garrafas que acabei presenteando amigos que apreciam a bebida .
    Estou impressionada com o conhecimento do Lunarscape .

    ResponderEliminar
  3. Marcia, Lagrima Christo nada mais é que um Porto Branco, cuja fermentação teve o ciclo de açucar completado, assim tem a denominação Dry.

    Sandra, a verdade é que esse conhecimento todo (rsrsrs) é adquirido. Vivi a maior parte da minha vida cercado de gente que conhecia muito.
    Meu avô, era Enólogo, com formação no Chateaux D'Yquem em Bourdeax (isso em 1924). Depois ele montou a loja mais fina de vinhos da Escandinávia. Meu pai trabalhou com o meu avô durante muitos anos e dai voce vê que vinhos era o assunto dos jantares e almoços de familia.
    É claro que tenho uma biblioteca boa com referencias aos assuntos que posto aqui. Sim, preciso sempre consultar e fazer "cross reference".

    Lunarscape

    ResponderEliminar
  4. Sandra Sallee20/02/11, 16:42

    Doctor ,
    You're a gentleman !!!!!!!
    Gee !!!
    E que conhecimento !
    Alem de tudo , modesto .
    Obrigada por dividir conosco seus conhecimentos .
    Vou ate comprar um Vinho do Porto por sua causa . E beber o vinho quando o Carnaval chegar .

    ResponderEliminar
  5. Sandra Sallee20/02/11, 18:43

    Lunar ,
    ja que vou saborear o vinho tenho que saber do copo adequado .
    Sou aficcionada em aprender das bebidas e dos copos corretos para degustar .
    Desculpa , sou ignorante e assumida .
    Desde ja obrigada .

    ResponderEliminar
  6. Super obrigado pelas gentis palavras Sandra.

    Olha, uma taça de porto teria que ser menor que uma taça de vinho tinto. Mas não pode ter pequeno como as taçinhas habituais de licor.

    Esse daqui é o ideal: http://www.beveragefactory.com/spirits/glassware/rs_440060.shtml


    Cheers

    Lunarscape

    ResponderEliminar
  7. Sandra Sallee21/02/11, 23:42

    Caro Doctor e RockStar :
    Obrigada pelo carinho respondendo e completando o ensinamento com o site dos glasswares .
    Vai comprometer meu budget com certeza ...

    ResponderEliminar