quarta-feira, 16 de março de 2011

QUAL É A SUA, ESTADO?

Estado democrático? Pode isso, existir Democracia de fato, no Brasil transformado nestepaiz, onde a presidente é tipificada como tendo "treinamento militar", eufemismo usado para não grafar, textualmente, GUERRILHEIRA?

Que ordem democrática tem um estado em que um de seus ministros posa pra foto, com orgulho, para reportagem que conta que ele sim, foi GUERRILHEIRO, armado, e que participou de diversas ações desse nível? 

Um dos Três Porquinhos da República Popular do Chiqueiro, seu Fernando Pimentel, protagoniza, nessa condição, matéria da Revista Época desta semana, disponível na internet para assinantes. Ah, sim, como praxe entre clandestinos, usava o nome de "Jorge". 

"Pimentel participou de duas [ações armadas], arrojadas, na linha de frente e com revólver e pistola na mão: o assalto bem-sucedido a um carro pagador, em Canoas, Rio Grande do Sul, no qual usou um revólver calibre 38, e a azarada tentativa de sequestro do cônsul americano Curtis Carly Cutter, em Porto Alegre, em que empunhou uma 45, respectivamente em março e abril de 1970." diz a reportagem.

Não, nada disso é novidade. Mas para as pessoas de bem, que prezam pelo cumprimento da lei e que sabem que bandido é bandido, crime é crime, quanto mais se vê, lê, isso causa desconforto. Desalento. Até mesmo um certo desespero. Sabemos nós que, pela doutrinação esquerdopata que o desgoverno das Trevas faz nas escolas, sem reação e sem a liberdade de expressão que já nos cerceia as informações através da imprensa genuflexa voluntária, não serão formadas mentes pensantes, independentes, capazes de interpretar e escolher o caminho da liberdade e da democracia.

Está sendo formada uma geração que achará perfeitamente normal que um guerrilheiro seja o que quiser nestepaiz. Uma geração que, daqui a alguns anos, não saberá que guerrilheiro pode ser o mesmo que assaltador, agressor, salteador, impostor, bestiário, manipulário, homem de armas, mercenário. Capanga. Jagunço. 

Vá você, cidadão impostuinte, assaltar um "carro pagador" de arma na mão. E veja se, com isso, consegue título de herói e assento num ministério. Vá, experimente. Provavelmente, não conseguirá sequer que seus filhos, envergonhados, te visitem no presídio.


"Democracia no Brasil, se escreve com cedilha" 
(Otto Lara Resende) 
[Citação extraída do perfil Twitter @sermineiro]

2 comentários:

  1. Odes são cantados a essa corja a cada movimento no xadrez do desgoverno.

    ResponderEliminar
  2. Tive de suportar uma aula de Direito Empresarial onde o professor teimou em falar de Constituição Federal (todas), mas ficou batendo na tecla de LIBERDADE a partir de uma análise muito rasa sobre o período militar.

    Falou foi bosta de mandar tirar com caçamba de lixo.

    Milagrosamente, consegui me segurar para não entrar num debate que fatalmente o desmoralizaria em frente à turma. Falou em LIBERDADE, mas não falou que os que pegaram em armas queriam fazer do Brasil uma CUBA GIGANTE.

    Depois emendou a falar mal da vinda da familia real portuguesa para o Brasil. Ou seja, é um PETRALHOSAURO com anel de doutor.

    Como estamos no inicio do ano, vou ver como a mula se comporta. Se continuar nesse ritmo, vou ter de dar um coice no bicho.

    bjs

    ResponderEliminar