terça-feira, 12 de abril de 2011

CAI A NOITE


"Podia ser mais só  
Não fosse a Solidão  
Costumeira em meu fado; talvez  
A outra  – a  Paz –  
Interrompesse o escuro,  
Demais enchesse a  alcova – 
Para conter tal Sacramento, ela  
Só dispõe de escassos côvados.  
A Esperança é-me estranha –   
Podia  intrometer-se –  
Blasfemar doce alarde, em lugar  
Prescrito para sofrer.  
Mais fácil – terra à vista –   
É falhar na perícia  
Que aportar à minha azul Península  
E perecer de Delícia.
(Emily Dickinson)

Sem comentários:

Enviar um comentário