segunda-feira, 23 de maio de 2011

CAI A NOITE



Que o meu coração esteja sempre aberto às pequenas 
aves que são os segredos da vida 
o que quer que cantem é melhor do que conhecer 
e se os homens não as ouvem estão velhos 

Que o meu pensamento caminhe pelo faminto 
e destemido e sedento e servil 
e mesmo que seja domingo que eu me engane 
pois sempre que os homens têm razão não são jovens 

E que eu não faça nada de útil 
e te ame muito mais do que verdadeiramente 
nunca houve ninguém tão louco que não conseguisse 
chamar a si todo o céu com um sorriso 

(E. E. Cummings)

1 comentário:

  1. Poema lindo e pequeno que diz muito mais do que está escrito.
    Eu não saberia escolher , entre todos os que foram postados aqui e que salvei, qual o meu preferido.
    Obrigada!

    ResponderEliminar