terça-feira, 31 de maio de 2011

A LENDA DA LIBERDADE À ESQUERDA

Numa livre e verdadeira democracia, o estado não pode obrigar o indivíduo a ser feliz. 
Viva a liberdade democrática!


Mede-se o respeito à liberdade de expressão defendendo-se a liberdade do homem expressar o que é errado. Cigarro faz mal, contudo o indivíduo tem todo direito de fumar... ou não fumar. Vale para consumo de álcool, excesso de gordura ou açúcar. O mesmo não se aplica em relação às drogas ilícitas. Nas últimas semanas, o movimento maconheristamente correto duplipensante transformou apologia ao crime em "luta pela liberdade de expressão". 

Comete-se um ataque insidioso contra a liberdade de expressão confundi-la com a apologia de crime. Menoscabo daquela em benefício desse. Exercer a liberdade de expressão não depende de autorização, mas se sujeita a conseqüências, se caracterizar crime.  A liberdade de expressão é direito fundamental individual, mas não é, não pode, não deve ser incondicionada pelo Estado de Direito. No conflito entre liberdade e não liberdade, deve prevalecer a primeira, inclusive a liberdade de decidir cometer crime. E ser punido.

Numa sociedade débil, tutelada absurdamente pelo estado, os governos tendem a "proteger" a liberdade de expressão de si mesma. Em tempos de ditadura politicamente correta, a responsabilidade penal pela expressão é um risco para a liberdade de expressão. Em nome da liberdade, não se pode suprimir a lei. Lei sem ordem é embuste. Ordem sem lei é arbítrio. Lei e ordem são fundamentos da Democracia. E esquerdistas democráticos assemelham-se a boitatá, mula sem cabeça, saci pererê etc. Pura lenda! 


Arquivo: 

2 comentários:

  1. cada dia fica mais óbvio que Lei e Ordem no Brasil só no Universal Channel

    ResponderEliminar
  2. Errou, Marcinha! No AXN também passa... rsrs

    ResponderEliminar