segunda-feira, 2 de julho de 2012

O BEM, DITO. BENDITO!

"O verbo é o filho, que, posto no mundo, ganha vida nas palavras, 
nos espíritos que o propagam." (BSchopenhauer)


Verbo. No Caudas Aulete, é também "expressão do pensamento por meio de palavras escritas ou faladas; meio de expressar-se; palavra, linguagem, discurso."

Verbo. Voz nas letras. Solto na vida, no mundo, atinge seu destino e encontra abrigo: faz-se morada, acalenta, afaga, consola, alegra. Alerta, surpreende, repreende, observa. Encaminha, caminha junto. Orienta. Verbo bem dito é sempre mais Bendito quando compreendido.

Saber o que dizer, o momento de dizer e para quem dizer, tem um padrão de arte. Inspiração para o momento da vida do destinatário, do leitor, de quem ouve a palavra bem dita. Bendita. E toma mais força, e a palavra-verbo e fica mais bela à medida em que a quem ela se destina dela mais gosta. Torna-se mais imprescindível na medida em que mais toca, se toca, troca-se. 

O verbo de Bem para o Bem não precisa resguardar-se. ele gosta de ser dito. Sabe-se preciso, porque O Bem, dito, é Bendito. Privilégio de quem ouve, lê, recebe. Privilégio de quem propaga, naquela divisão que multiplica, o Bem, Bendito. Privilégio de quem priva dele, particular, antes de tudo, antes de tornar-se filho no mundo, levado pelas vozes que se alimentam de sua atenção. Privilégio de quem pode dizer "esse verbo não" e o Bem, dito, curva-se à bendita parceria, companheirismo Bendito! Cumplicidade muito bem dita. Verbo é ação. Compartilhar ação Bendita, vida!

As ideias, o pensar, o sentir da vida com sua riqueza, regras, sonhos, a sua razão e suas expectativas, unem através do verbo todo o valor que se pode, deve, necessita, urge, propagar. Vidas que celebram vidas unidas pelo verbo, um dia dito. Tudo bem dito, somado às dores e sabores das estradas corridas, percorridas juntos ao lado da Honra, Justiça, Verdade, graças ao Bem, dito. Espalhado em sementes, férteis, nas terras e nas mentes. 

Bendita a vida, bem dito o verbo, Bendito!

[Reedição. Mesma ocasião, mesmo motivo, com alterações, porque o verbo muda. A essência do sentido Bendito aumenta. As histórias compartilhadas cobram do tempo o que o tempo faz com o que é bom: nada do que é eterno tem pressa, e é Bendito! Na postagem original, não havia vídeo.]

Sowing the seeds of love
Anything is possible
Seeds of love
When you're sowing the seeds of love




3 comentários:

  1. Excelente texto. Criativo e muito bem escrito.

    ResponderEliminar
  2. Tudo a ver com meu comentário bendito , sobre a verdade bem dita do @schopenhauer que me fez chegar a este bendito e muito bem dito texto!!
    Abraçosl

    ResponderEliminar
  3. É, Ana! Acertou em cheio em seu comentário. Totalmente no alvo! Agradecidíssima por se fazer presente no Veneno sempre.

    ResponderEliminar