quinta-feira, 30 de junho de 2011

SUS: A SERVIÇO DA DOENÇA


Saúde e demagogia (1): saúde é direito de todos e dever do estado, segundo a Constituição, por intermédio do SUS.
Saúde e demagogia (2): mas o SUS é um caos de incompetência, desperdício, falta de recursos etc.


Saúde e demagogia (3): todas as vezes que o estado é demandado para cumprir o direito constitucional à saúde, a resposta é: falta recurso.
Saúde e demagogia (4): nenhum político em exercício de mandato propõe alterar a Constituição para extinguir a falácia do SUS.


Saúde e demagogia (5): preferem continuar enganando a sociedade com a universalidade, a integralidade, a gratuidade do SUS na Constituição.
Saúde e demagogia (6): enquanto isso, a classe média, ousadamente conformada, custeia a própria saúde e, ademais, sustenta o SUS.
Saúde e demagogia (7): portanto, que os políticos com mandato extirpem o SUS da Constituição ou o façam existir e funcionar efetivamente.



Os serviços de doença nestepaiz, sejam públicos ou privados, ordinariamente, tratam as pessoas como lixo a ser descartado. Tratam as pessoas como lixo, porque elas assimilaram muito bem essa condição, com um dado da natureza. De tal forma que os serviços de doença nestepaiz contribuem para  a falácia político-constitucional de que saúde é direito de todos e dever do estado: é irrealizável, e prosseguirá aquietando, resignando as pessoas. [E condenando-as à morte.]


Enfim, SUS, hospitais, médicos [e desgoverno] etc. fingem prestar serviços de saúde, e as pessoas fingem que se curam...


Arquivo:

2 comentários:

  1. Olavo Opasso30/06/11, 13:40

    O SUS é maravilhoso somente nos filmes publicitários nas épocas eleitorais. Pura ficção científica trash.

    ResponderEliminar
  2. O SUS é moribundo, há muitos anos. Primeiro porque a estrutura não extinguiu as diferenças entre obrigações do Municipio/Estado/Federação (O doente é municipal, o hospital é estadual e a verba é federal e a doença é universal).
    Segundo, porque o FNS é vitima de saques profundos por parte de politicos e o loteamento de cargos recai sobre incompetentes sem qq compromisso com a saude publica.

    Verbas mal aplicadas, verbas roubadas e doentes, sempre doentes ! SUS é mal intencionado.

    Lunarscape.

    ResponderEliminar