terça-feira, 26 de julho de 2011

CAI A NOITE


Há dois "Eu posso" e um "Eu preciso"
E depois um "Eu devo",
Tão infinito o compromisso
Que há um "Eu quero"!

Somos felizes - e um estranho
Pensaria o contrário -
Pois sempre que é Dia de Festa
Uma lágrima sai -
Nem nos teria por eleitos -
Já que a dor e a alegria
São tão iguais - um microscópio
Não irá distinguir.

Emily Dickinson

Sem comentários:

Enviar um comentário