domingo, 10 de julho de 2011

É DOMINGO - SE SUPRIMIRES A TUA OPINIÃO


Lembra o retiro que te oferece esse pequeno domínio que és tu mesmo; acima de tudo, não te inquietes nem te oponhas, mas permanece livre e encara as coisas virilmente, como homem, como cidadão, como mortal. E, naquilo em que meditares mais frequentemente, estejam presentes estas duas verdades fundamentais: uma, que as coisas não afetam a alma, mas permanecem imóveis, fora dela, e as nossas perturbações resultam unicamente da opinião interior que a alma delas forma; outra, que tudo quanto contemplas mudará dentro de um instante e não mais existirá.
Pensa em quantas mudanças já assististe. O cosmos é mutação; a vida, opinião. Se suprimires a tua opinião sobre aquilo que te parece causar sofrimento, alcançarás perfeita segurança. Tu, quem? A razão. Mas eu não sou apenas razão. Seja. Então, que a razão não se perturbe a si mesma. Mas se outra parte de ti sofrer, que ela opine sobre si própria.
Marco Aurélio, in 'Pensamentos e Reflexões'

ARQUIVO: 

1 comentário:

  1. Sempre lembro do retiro que me oferece o pequeno domínio que eu mesma sou para mim.
    Adoro a sabedoria dos antigos, que neste texto lembra a busca do auto-conhecimento e auto-domínio do Budismo:

    "Devemos aparar os golpes das aflições mentais e atacá-los severamente, como se exercitássemos esgrima com um adversário treinado".

    (Santideva , século VIII , Índia)



    Abçs!

    ResponderEliminar