sábado, 13 de agosto de 2011

OS RIGORES DA LEI E A DÚVIDA ACADÊMICO-NOVELISTA


A ditadura politicamente correta tonará a cultura incolor, inodora , insípida, mas não matará a sede. A propósito da militância esquerdistamente correta que grassa até nos roteiros de novelas, cerco-me de dúvidas, e passo à atuação acadêmico-novelista: analisando um empreendimento, assistindo à "Insensato Coração", fazendo crítica cultural.


Dúvida acadêmico-novelista (1): a militância contra a "homofobia" protagonizou boa parte da novela "Insensato Coração". Parou por quê? 
Dúvida acadêmico-novelista(2): personagem "pit boy" revelou sua "homofobia", assassinando um gay com chutes. Qual punição para ele? 
Dúvida acadêmico-novelista (3): personagem "pit boy", "homofóbico", teve descoberto o homicídio que praticara. Foi preso. Conforme a lei? 
Dúvida acadêmico-novelista (4): preso o personagem "pit boy" com um "companheiro" de cela, que afirmara "gostar de mais novos". Mais pena? 
Dúvida acadêmico-novelista (5): o "companheiro" de cela já espancou o personagem "pit boy". E, nos próximos capítulos? 
Dúvida acadêmico-novelista (6): mensagem sub-reptícia indica que o personagem "pit boy" será "estuprado" na prisão. Aceitável sanção? 
Dúvida acadêmico-novelista (7): parece que o Estado e sociedade aceitam bem o "estupro" nas prisões como forma de punição. E a militância? 
Dúvida acadêmico-novelista (8): "estupro homossexual" de personagem "pit boy" punirá homicídio "homofóbico" ou será "homoafetivo"?

Em suma, um "pit-boy" matador de homossexuais foi preso, colocado numa cela com outro bandido, do tipo "bruto", que gosta de canabalizar, no sentido sexual, outros presos. Mensagem subliminar acolhida pela novela e pelo público comum: estupro homossexual na cadeia é punição aceitável. E não será um estupro homoafetivo. 

O ser humano é, essencialmente, seletivo, preconceituoso, discriminatório. E isso não é nenhum problema, sob o aspecto filosófico. Inaceitável é que preconceito e discriminação impeçam exercício de direitos perante o Estado. Em contrapartida, num Estado de Direito, a punição ilegal de um criminoso equivale à punição ilegal de um inocente. Quantas pessoas terão percebido as implicações disso? E a militância homossexual nada fará, não protestará, como tão na moda, contra a novela da Rede Globo?


Arquivo:

2 comentários:

  1. politicamente-correto está virando censura. cansou!

    ResponderEliminar
  2. Verazattar13/08/11, 22:56

    Regina
    Na Veja Rio tem uma entrevista com Agnaldo Silva muita boa, fala inclusve do politicamente correto, que já encheu mesmo.
    O Gilbertinho da Globo com seus gays imaculados, todos muito "corretos", é tão falso como retratar os católicos através da fofoqueira mau caráter da Tia Nenê.
    Ibope mesmo com os "progressistas" só padre de ESQUERDA pedófilo. Eu já acho todos os pedófilos, padres ou não, desprezíveis e cadeia neles.
    Nuncantesnestepaiz vi uma novela tão "engajada", tanto que torrou a paciência, o saco de meio mundo.
    Abçs.
    Vera.

    ResponderEliminar