domingo, 11 de setembro de 2011

11/9 OUTRO SENTIDO SUBSTITUI A VISÃO



Por BSchopenhauer

Devo ser uma das poucas pessoas, neste “planetinha”, que somente tomou conhecimento do “11 de Setembro de 2001” vários dias depois.

Naquela ocasião, experimentava uma vida transeunte. Fechado em minha clausura introspectiva, enfurnado na minha biblioteca, hauria nos clássicos o conhecimento que se perdia ao meu redor; e, nos modernos, “a lei e a ordem”.

Apenas, muitos dias após do fato, deparei-me com parte dele. Parte e apenas parte dele chegou a mim, e ainda não logrei apreendê-lo todo. Jamais!

Então, em mim senti o vazio daquele espaço macabro, outrora ocupado pelas “Torres Gêmeas”, símbolo do poderio econômico do país que, a despeito da distância física, sempre admirei pela proximidade da força espiritual do seu povo, pela solidez dos seus valores fundamentais, sobretudo pelo defesa da liberdade individual e da democracia.
Senti-me diminuído pelas milhares de mortes; por todas e por cada uma. Passado o tempo. Para mim, ele não passou, pois continuo diminuído e, assim, enquanto viver.

Torço para que aquele país e o seu povo continuem fortes, defensores intransigentes dos seus valores, do seu modo de vida, que tantos almejam na sua forma, mas poucos conseguem, de fato, a sua essência.


BSchopenhauer, o filósofo alemão das Minhas Geraes que faz stalinista chorar.

Arquivo:
11/9 - todos os depoimentos

The more you see the less you know
The less you find out as you go
I knew much more then than I do now

Neon heart, dayglo eyes
A city lit by fireflies
They're advertising in the skies
For people like us


3 comentários:

  1. Caro Bschopenhauer.

    Realmente, hoje 11 de setembro, vendo na TV cenas daquele dia 11 ainda me pergunto o sentido, também me sinto diminuido.

    Belo texto

    ResponderEliminar
  2. Quem viu hoje as homenagens no marco zero entende perfeitamente o porquê do elogio aos EUA

    ResponderEliminar
  3. O valor que se dá à nação pelos americanos é digna de louvor. Amam o país com amam a própria família. Lá tem sentido a expressão Pátria-Mãe.cater

    ResponderEliminar