sábado, 15 de outubro de 2011

CAI A NOITE



Alma é como a chuva
Do céu desce e ao céu sobe
Enquanto nos pertence vaga pelo espaço
Ocupa-se em transmutar em estados
Queima pelo frio pesado do gelo 
Densidade úmida como lágrimas 
Das nuvens ou dos olhos
Flana etérea como vapor.

Alma é como a chuva
Do céu vem, a ele retorna
E nesse meio tempo ao meio do caminho 
Busca a solidez de seu contraponto
A terra, que dela é sempre sedenta.
Quem é a alma? Quem é a terra?

2 comentários:

  1. Lindo poema Velvet, gostei tanto que resolvi escrever algo sobre a Alma ....
    .
    Alma não pesa, alma é leve, alma voa ....
    Com a alma a gente reza, com a alma a gente escreve, com a alma a gente se doa ....

    Beijos !!!! @BobWebBB

    ResponderEliminar
  2. tuas poesias são absolutamente belas. Seguindo a ti.

    Um abraço! =)

    ResponderEliminar