terça-feira, 25 de outubro de 2011

LI, GOSTEI, COPIEI E COLEI



A MULHER DOS MEUS SONHOS
De: Eduardo Bisotto
Publicado por Eduardo Bisotto em seu blog.

Como estou solteiro e a tal da privacidade foi pro espaço desde o dia em que eu entrei no mIRC pela primeira vez, resolvi escrever um texto sobre a mulher dos meus sonhos, aquela que irá acabar com minha vida boêmia, desregrada e levemente alcoólatra. Escrevo este texto motivado ainda pela patética polêmica em torno do comercial da Gisele Bündchen, que na rebarba acaba gerando a inevitável discussão sobre a "mulher ideal" (coisa que Gisele parece ter encarnado no subconsciente coletivo ultimamente).

Então, comecemos do começo. A mulher dos meus sonhos será certamente uma loira, ruiva ou morena. Ela terá entre 20 e 50 e tantos anos. Caso tenha 20, terá de ter a maturidade da de 50 e tantos. E caso tenha 50 e tantos, terá de ter o amor pela vida, a curiosidade permanente e a busca incansável pelos sonhos que costumam caracterizar as de 20.

A mulher dos meus sonhos talvez esteja no peso ideal. Ou não. Mas em qualquer dos dois casos ela terá de ter celulite, estrias e algumas rugas. Porque são celulites, estrias e rugas que servem pra me informar que estou lidando com uma mulher de verdade, que gosta e vive a vida e não com uma boneca inflável.

A mulher dos meus sonhos talvez seja uma apaixonada por política. Ou talvez odeie qualquer menção ao assunto. Mas certamente será apaixonada (e quando eu digo apaixonada, é apaixonada mesmo!) por algum assunto que lhe absorva todas as atenções enquanto ela não estiver prestando atenção em mim.

A mulher dos meus sonhos terá tido problemas e problemas graves antes de me conhecer. Podem ser problemas financeiros, afetivos, profissionais, de qualquer ordem. Mas têm de ser problemas cabeludos, daqueles que levam a gente a ficar noites e mais noites sem dormir. São estes problemas que acabam sendo o tempero da vida, dando gosto à nossa passagem por este planetinha.

A mulher dos meus sonhos morará em Caçador, em São Paulo, em Porto Alegre, em Buenos Aires, em Paris, em Nova York ou em Chicago. Mas adorará o lugar em que vive na mesma proporção em que não gosta muito particularmente de lugar nenhum. Terá um quê de Tolstoi, sabendo que desde o dia em que logrou conhecer bem a própria aldeia já consegue vislumbrar o mundo inteiro.

No humor, a mulher da minha vida será simpática e divertida. Antipática e rabujenta. Querida e sarcástica. Estará muito feliz e acessível na TPM e terá surtos de introspecção quando não estiver nem próxima do triste período. Viverá de euforias à depressões em minutos. Mas não se deixará tomar demais nem por umas e muito menos pelas outras.

Enfim, a mulher dos meus sonhos será uma mulher de verdade. Não tem a menor chance, ainda que chance eu tivesse, de Gisele Bündchen ou Sandy serem mulheres da minha vida. Mulheres com uma beleza perfeita demais e uma vida idem, me entendiam. Porque me lembram de maneira irritantemente constante as bonecas infláveis.

Quererei demais ou será impossível encontrar minha receita de perfeição?

Edu Bisotto é colunista do Jornal Informe. O Diário do Contestado.


Arquivo Li, Gostei, Copei e Colei:

7 comentários:

  1. Marcia Neiva25/10/11, 13:16

    Que adorável! Tomara existam mais homens como Edu pelo mundo! Parabéns, Regina, pela sensibilidade de postar esse texto delicioso! um beijo!

    ResponderEliminar
  2. Ah! Será que eu posso postar lá no nosso blog também?

    Amei!

    Abraços sempre afetuosos.

    Fábio.

    ResponderEliminar
  3. Lindo conto. Ficção com certeza, como mulheres de sonho. Eu acho que nunca fui a mulher de sonhos de ninguém, por ter u defeito básico de fabricação: sonhos são sõ sonhos, o que existe de fato é a realidade.

    ResponderEliminar
  4. Ei, Casal! Acho que não tem problema algum! Põe o link pra cá e para o autor também e está tudo bem. "Palavras são como filhos que postos no mundo, ganham asas...."

    ResponderEliminar
  5. Adorei! Até por que não gosto de homem certinho demais...(rs)

    ResponderEliminar
  6. Você é deprimida né?

    ResponderEliminar
  7. O texto é simplismente belíssimo.Penso que o homem dos meus sonhos é assim tbm, misturado com as imperfeições da realidade.
    ;)

    ResponderEliminar