terça-feira, 5 de março de 2013

O DONO DA PÁ


Para tudo nessa vida, há que se ter talento. Algo que sempre repito é que o dom do silêncio não é democrático feito um resfriado, que dá em qualquer um. O talento para o silêncio é um dos mais raros na espécie humana. No meio político, não é diferente. No atacado, na miudeza, raramente se guarda um segredo. A própria vaidade inerente ao meio faz com que sempre alguém fale algo para alguém. 

Estepaiz tem, no entanto, um representante ímpar do dom e talento para o silêncio. Ele, Gilberto Carvalho. É preciso ser tranquila e profundamente preparado sem timidez alguma, para ser um fiel depositário de grandes segredos, de grande monta. Os tímidos, por exemplo, são grandes traidores de segredos porque têm poucas oportunidades de ter algo a dizer, e muita necessidade de fazê-lo quando a oportunidade surge. 

O Guardador de Segredos detém toda a prudência necessária para não procurar descobrir nenhum segredo, o que o torna firme na posição de nunca revelar aqueles que lhe são confiados. Questão de princípios! Gilberto Carvalho tem os seus (que jamais seriam os meus) e os segue, pois não!

Em entrevista há um tempo atrás, Bruno Daniel, irmão do assassinado prefeito petista de Santo André, Celso Daniel, fez revelações interessantes sobre o peculiar personagem que povoa de sombras as sombras do poder petista federal.  E a sua relação com o cofre de onde o PT tirava dinheiro. Na ocasião, o Blog do Coronel contou tudo, quem não sabe ainda, vai lá.

Eu sou um tipo de devota do silêncio. Tenho relações bem íntimas com ele. Muitos consideram muitas coisas (a maioria ruins) sobre o que costumo dizer, e sobre a forma como o faço, com contundência e franqueza nuas. Mas a imensa maioria ficaria chocada é com o que me calo. O silêncio é um amigo. Posso até me irritar, de vez em sempre, por sua causa, mas considero fidelidade, lealdade e confiança compromissos inegociáveis com os meus princípios (que jamais seriam os do Gilberto Carvalho) e com a honra devida a quem compartilha comigo desses mesmos valores de vida, de conduta. Não se espantem, porque, coerente, reconheço a "qualidade" do modo esfinge de ser do atual Secretário-Geral da Presidência da República de CorruPTópolis. Inclusive dos motivos que ele tem para fingir-se de não silencioso, falando demais sobre o que lhes convém, a saber, quando ataca a liberdade e a democracia.

Gilberto Carvalho, aquele que guarda o silêncio. Um esquerdo-petista que conhece (oi? Alguém mais?) a sentença de Benjamin Franklin, que ensinou ao mundo que "três pessoas podem manter um segredo, se duas delas estiverem mortas." Gilberto Carvalho, aquele que sabe. Não é que ele saiba aonde estão os corpos (analogia a mais um velho ditado dos  filmes de espiões). Gilberto Carvalho é o que sabe onde está guardada a pá. É o dono dela.

5 comentários:

  1. Por tudo isto, o Gilberto é o mais poderoso e perigoso de todos os petistas.

    ResponderEliminar
  2. Excelente artigo. A começar pelo título. Esse Giba tem realmente o segredo de polichinelo.

    ResponderEliminar
  3. Sérgio Manchester20/01/12, 18:27

    Ele pode ter a pá, mas será que o Gilberto tem a paz?

    ResponderEliminar
  4. Zinha Bergamin (@Lelezinha_09)06/03/13, 16:59

    Rê querida, este texto causa arrepios na gente! Aff!

    De repente a gente percebe quão perigoso pode ser uma pessoa!
    Bem que tem um ditado que diz que "as águas paradas são as mais profundas"...
    (E ele faz uma cara de seminarista beato...)

    Ps Um esclarecimento para "moi":
    Estou maluca ou as datas (do texto e dos comentários) não combinam? Ki kouve?rsrs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não está maluca de jeito nenhum, querida. Quando eu republiquei, avisei que era um texto já postado antes, mas que em função das últimas declarações do Gilberto Carvalho, valia o repeteco. Beijoca!

      Eliminar