quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

PRATELEIRAS DE SUPERMERCADO: BRINDE SEM FALÊNCIA


Tenho garimpado bastante por esses dias e confesso que meu “lote” favorito atualmente é o Supermercado Zona Sul. Ali tenho um encontro quase que religioso com a Doña Dominga.
Os mais afoitos diriam que poderia se tratar de uma amante ou equivalente, mas não é, trata-se de  uma vinícula premiada com uma produção interessante. Faz a linha praticamente completa: Cabernet, Carmenere e Syrah e Merlot, além de um Chardonnay delicioso. Ainda produzem varietais com misturas de uvas que não comprometem o produto de forma alguma.
Meu interesse pela casa começou em 2009 e pressionado por um baixo orçamento que absolutamente não permitia excessos, achei por acaso a marca Doña Dominga. Claro o que me chamou atenção era o preço super em conta. E aí  vale arriscar mesmo. Arrisquei e gostei. Levei para casa duas garrafas do Cabernet comum a R$ 13! Fiquei impressionado, vinho de 13 reais com personalidade dos que custam R$ 50. 
Quando as coisas clarearam, uma das primeiras providências foi comprar uma caixa! Mas não satisfeito comprei duas garrafas de cada tipo e fiz uma degustação  em casa. Queijinhos, pão integral e manteiga de lata. Convidei um amigo e procedemos com a exploração da Casa Doña Dominga. Cabernet, Cabernet/Carmenere e Cabernet Reserva, Carmenere Reserva, Syrah e Syrah Reserva, além de um Primus que é da mesma casa, mas custa quase R$ 50! Para as esposas, 2 garrafas de Chardonnay. Esse amigo tinha me ajudado muito na fase horrorosa em que eu estava metido. Assim o considerei merecedor de uma noite como aquela, afinal, gentileza gera gentileza!
O Cabernet Reserva merece o nome porque fica 18 meses na barrica antes de engarrafar e isso dá um equilíbrio bom ao produto, estabilidade e um paladar maravilhoso. R$ 37 reais é justo, e se conseguirem safras anteriores a 2008 considerem se ganhadores da mega-sena. O Cabernet/Carmenere é um produto lançado obviamente para não desperdiçar produção e para agradar o publico feminino, sendo bem mais aveludado e “cuidado” com os sabores extremos, emfim, taninos suaves. O Carmenere puro é para mim, um belo produto, barato e de um sabor estável. Mas confesso, não é a minha praia. Agora o Syrah, tanto o ordinário de R$ 16 reais como o reserva de R$ 38 reais são maravilhosos (tentem comprar os de mais de 2 anos de idade). Com os queijos então foi fantástico. Assim chegamos no Primus, umas 3 horas depois, e novamente uma bela surpresa. Não sou adepto dos “varietais” e é coisa minha, purista, sei lá. Mas esse Primus é bom demais. Cabernet 60%+Carmenere20% e Syrah20%. Maturado 12 meses e não vendido sem estar na garrafa por menos de 6 meses, o que estabiliza o produto. Tá bom, R$ 48 é salgado e para ocasiões especiais. Mas vale cada gota.
Em dezembro, encontrei uma promoção do Cabernet 2010, comprando caixa com 12, cada garrafa saia a R$ 12. Putz! Comprei logo 2 caixas e ainda levei 4 Primus e mais 4 Syrah Reserva (meu presente de natal para mim mesmo). Pretendo conseguir guardar pelo menos umas 6 garrafas desses Cabernet e só abrir daqui a um ano. Vai ser dureza...
Continuando a “caça”, fui parar no Supermercado Prezunic onde compro bife de ancho a preços módicos, mas desconfio que seja apenas pretexto para passar pelas prateleiras de vinhos, onde o garimpo também é produtivo. Novamente me pego olhando maravilhado para uma garrafa... Trata-se de Santa Carolina Barrica Selection Syrah. Por R$ 32 reais, vale o investimento. Levei 6 unidades que ficaram guardados na adega por 1 semana. Num sábado chuvoso abri uma e tive a certeza de ter feito uma bela escolha. Super frutado com pimenta e chocolate e amêndoas. Esse vinho está com tudo, ainda mais a safra 2008.
Na semana seguinte volto ao Zona Sul e para a minha imensa decepção vejo nas prateleiras o Doña Dominga 2011! Ainda está de fraldas e já comercializam. Isso é criminoso! Ou então a safra foi ruim demais e precisam escoar produção para abrir espaços nas barricas. Juro por Deus, que não vou comprar isso, mesmo que o preço seja R$ 15.
Pois é, quando compramos vinho precisamos saber para que ocasião é. Se é um vinho para o dia-a-dia (no meu caso é para sextas, sábados e domingos), consumo individual (que também é o meu caso) ou consumo de ocasião especial (amigos, jantares, etc.), ou para ocasiões especiais como Natal, aniversários. Procuro sempre comprar 2 a 4 unidades a mais, para deixar estocado. Assim não falta nunca.
Agora com esse negócio de tocar em banda, viajamos 1 ou 2 finais de semana por mês e, dirigindo, o consumo cai. Isso significa que a adega atualmente está abarrotada. Mas basta um ou dois integrantes da banda aparecer que isso normaliza rapidamente!
Fica então a dica: Doña Dominga e Santa Carolina Barrica Selection. Bom Proveito!
Lunarscape é o músico dinamarquês-carioca que é médico por incoincidências da vida. E ainda ensina sobre vinhos para o blog!

4 comentários:

  1. adorei a dica!
    agora você chegou a experimentar o espumante da miollo? não sei brüt, mas rosée (que homem costuma detestar) estava gostoso. Nada de magnífico mas bem agradável para uma noite quente...

    ResponderEliminar
  2. Gostei da dica. Vou provar. Adoro vinhos. Atualmente ando encantada com os sul africanos

    ResponderEliminar
  3. Marcia, por um acaso assisti um programa, semana passada, sobre os espumantes nacionais. Tá bom que foi meio que materia "paga". Mas durante a apresentação mostraram diversos premios obtidos internacionalmente e ai a coisa fica mais séria. Os espumantes nacionais são bons sim. Solo e sol propício e vontade de trabalhar o produto. Os Rosé são bons. Andei comprando um da Gigoia (32 Reais) e o Salton (12 Reais) Quebram um belissimo galho :)

    MariaFreistauer; Tambem gosto muito, especialmente os Pinnotage. Mas é sempre bom se certificar de que esses vinhos venham do distrito de Stellenbosch. São um pouco mais valorizados mas tem garantia de qualidade. Falo isso porque alguns supermercados trazem coisas pavorosas da Africa do Sul.

    Lunar.

    ResponderEliminar
  4. Sandra Sallee11/01/12, 09:53

    Doctor ....
    Adorei as dicas . Ja guardei e vou procurar nas minhas prateleiras . Um amigo daqui que tem adega em casa , compra tudo pela net e consegue descontos fabulosos , free shipping/no taxes , o que e incomum . Mas eu adoro olhar/agarrar todas aquelas garrafas bojudas .
    Ainda planejando minha viagem para ver vc e sua banda .....
    Carinho e Happy New Year !!!!!!!!!!

    ResponderEliminar