quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

DIVERSIONISMO PETISTA EM NINHO TUCANO: TODOS CONTRA SERRA?


Malgrado tender ao esquerdismo e desoposicionismo, José Serra ainda é muito melhor para governar São Paulo do que qualquer petista. Esses, em alvoroço pela entrada do tucano na disputa da "fronteira final", São Paulo, acionam a máquina e os seus ratos, que, para garantir o queijinho dos ratinhos, trabalham na tentativa de barrar adesões e enfraquecer Serra. O que é até esperado. O que não deveria ocorrer, é a adesão de tucanos ao modo de ação que interessa aos petistas. 

A imprensa genuflexa repercute, alvissareira, declarações de Fernando Henrique Cardoso de que Serra, depois de eleito, deixará a prefeitura para disputar a Presidência da República. FHC, apesar de esquerdista, fez um governo razoável. Mas, de 2002 para cá, tem apoiado o incompetente governo petista. Tem, sistematicamente, feito intervenções políticas desastradas para o Brasil. Ao se expressar politicamente sobre a candidatura do PSDB para 2014, faz o jogo dos supostos adversários petistas.

Às vezes, racionalidade não combina com disputa política. Ou melhor, a disputa política deve sempre basear na racionalidade, o que, paradoxalmente, implicar parecer irracional. Assim, racionalmente, não se vislumbra que Serra possa sair da prefeitura para se candidatar a presidente. Mas discutir isso, agora, ao menos, para parte psdbista é irracional, porque ele ainda não foi eleito prefeito. Pensar no que José Serra poderia fazer depois de eleito é racional. Discutir isso antes de ser eleito é irracional politicamente, salvo para os traíras, os inimigos e os petistas.

Os ratos, racionalmente, vendem a irracionalidade dessa possibilidade como um fato certo futuro, pelo valor presente: eleitores traídos. O que, racionalmente, é apenas uma das várias hipóteses, é difundido tanto por FHC, quanto por ratos petralhas como realidade presente, concreta. Como o eleitor é imediatista...

Conclusão: a utopia FHCeana serve à real politik petista.
Arquivo:

3 comentários:

  1. Endosso seu posicionamento meu caro pensador. Antes morrer que perder a galinha. Agradando ou não a gregos e baianos, Sampa e São Paulo ainda são baluartes na defesa do bem e contra a submissão total deçepaíz à corja vermelha.

    ResponderEliminar
  2. Mercia Maria Almeida Neves29/02/12, 19:29

    Irracionalidades à parte FHC fez um bom governo.Encaminhou.O PT está destruindo.Fechando os caminhos.Abrindo os deles.
    Pela inteligência do FHC e todo o seu histórico, realmente não creio que ele seja imediasta.FHC está é jogando contra os petistas.Essas entradas dele no atual governo, foram desastrosas... .Bem,quem hoje no atual governo PT, perseguiu,seguiu, seus "conselhos" e suas intervenções apiquenaram-se.No fundo, mas bem no fundo mesmo, O Brasil é um país conservador.Não seria uma jogada? FHC não conhece esse jogo? não foi ele quem Presidiu o Brasil? Ele não está a par do conservadorismo? Sua vida pessoal não é pautada na horandez? A fala em relação à Serra não é jogo de cena p/a ao contrário, o valorizar? Possuidor de 44 milhões de votos,quase presidenciável...qualquer estado gostaria de um Serra.
    É porque é muito irracional mesmo.Mas vale tudo nessa arte.Conjecturas à parte,essa aproximação do FHC com os petistas só trouxe prejuízos.A eles. Eleição p/a Presidente demora...

    ResponderEliminar
  3. Eu só espero que os tucanos paulistas deixem vaidades pessoais de lado e atuem profissionalmente. Já basta o crime de lesa-pátria que cometeram nas eleições presidenciais

    ResponderEliminar