sexta-feira, 29 de junho de 2012

PERSONALIDADE DE PERTO



Pessoas não são iguais. Personalidades não se repetem, e algumas pessoas são menos iguais que outras. 

Personalidades são navegáveis, algumas, mais facilmente, do que outras, talvez porque algumas são largas, tranquila, mornas. Profundas ou não; um pouco mais inertes. Outras personalidades são estreitas, com margens acidentadas, águas turvas, frias. Correntezas bravas, quedas altas. Mesmo assim, são surpreendentes e emocionantes. 

Personalidades há que sempre são elegantes. Algumas carregam altivez e dignidade tamanhas que mesmo na adversidade, testados os limites da natureza, conservam intactas os elementos de suas águas: a capacidade de irrigar, para alimentar. A capacidade de refletir o que há ao seu redor. E de ser navegável. 

Algumas pessoas são parecidas. Algumas, são menos parecidas que outras. É distinção: há personalidade plural, há personalidade singular. Há protótipo, tipo, arquétipo, antítipo. E há original. Peculiar. Diferenciado.  

Personalidade, de perto, é severa e assevera: Há um, único. 

[Post reeditado do ano passado, conservado o título, na mesma ocasião, pelas mesmas razões. Contagem regressiva, 7]

Sem comentários:

Enviar um comentário