domingo, 23 de setembro de 2012

É DOMINGO - ESSAS GERAES SÃO SEM TAMANHO



"O senhor vê: existe cachoeira; e pois? Mas cachoeira é barranco de chão, e água se caindo por ele, retombando; o senhor consome essa água ,ou desfaz o barranco, sobra cachoeira alguma? Viver é negócio muito perigoso..." [...]
"Sertão. Sabe o senhor: sertão é onde o pensamento da gente se forma mais forte do que o poder do lugar.Viver é muito perigoso..." [...]
"O senhor tolere, isto é sertão. Uns querem que não seja: que situação sertão é por os campos-gerais a fora e dentro,eles dizem, fim de rumo, terras altas, demais do Urucúia. Toleima. Para os de Corinto e do Curvelo, então, o aqui não é dito sertão? Ah,que tem maior! Lugar sertão se divulga: é onde os pastos carecem de fechos; onde um pode torar dez,quinze léguas, sem topar com casa de morador; e onde criminoso vive o seu cristo- jesus, arredado do arrocho de autoridade. O Urucúia vem dos montões oestes. Mas, hoje que na beira dele, tudo dá - fazendões de fazendas, almargem de vargens do bom render, a vazantes; culturas que vão de mata em mata, madeiras de grossura, até ainda virgens dessas há lá. O gerais corre em volta. Esses gerais são sem tamanho. Enfim, cada um o que quer a prova, o senhor sabe: pão ou pães,é questão de opiniães ...O sertão está em toda parte."
João Guimarães Rosa in Grande Sertão, Veredas.

Sem comentários:

Enviar um comentário