quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

CAI A NOITE


A minha fala entre os dentes 
O teu corpo que me ouve
- e ampara
Dizemo-nos no outro
Os olhos nas bocas
[que possuem os gostos]
Do que sentem.

Para onde me levam
Os teus cuidados
Quando nem sei precisar
Debaixo dos teus carinhos atentos
- me abrigas do mundo
Sob as ternuras do teu olhar.

Vêem os meus olhos
Tontos de alegria e orgulho
O que vêem os teus
Quando a saudade entoa
No instante deste encontro profundo
A já passada despedida
- Perdoa.

1 comentário:

  1. Querida Regina

    Sempre um Bálsamo para mim ler seus escritos.

    Bjs

    Marisa

    ResponderEliminar