segunda-feira, 20 de maio de 2013

CAI A NOITE



Clarão da lua na noite 
Sombras do renascer 
- no dia 
Vento breve de outono;
Sou a tua janela 
- Aberta, destemida 
Porque és tu desta vista 
O único dono.

Tu me levas pela mão 
Em todas as horas
Teia de calor, equilíbrio de sons 
- Neste tempo bom; 
Aqui nascem as tuas palavras 
As minhas harmonias 
Todas as alegrias.

Sem comentários:

Enviar um comentário