terça-feira, 7 de maio de 2013

O SUS E A CUBANIZAÇÃO DO BRASIL - NA PRÁTICA


A foto acima é de uma vacinação promovida por médicos cubanos no Haiti. Esqueço, por ora, o "uniforme" profissional utilizado na ação. A nota no site do Conselho Federal de Medicina registrando críticas severas a importação de médicos cubanos sem revalidação do diploma, foi o start para a discussão do tema.

O Procurador Regional dos Direitos do Cidadão do MPF/GO, Ailton Benedito, atento, fez as considerações abaixo, sobre a intenção do governo em promover essa "abertura" que trará, em minha opinião, severas e graves consequências CONTRA a população. A saber, a mais carente das carentes, que conta apenas com o SUS ao necessitar de atendimento à saúde. Aspas para o Procurador da República:

- Qual seria o custo per capta (passagem, transporte, moradia, salário) desses 6 mil médicos cubanos?
- Junto com os 6 mil médicos cubanos viriam 6 mil tradutores? Ou a população assistida domina o portunhol? 
- Esses médicos cubanos seriam federais, estaduais ou municipais? 

Num tipo de brainstorm com o procurador Ailton, pela manhã, larguei algumas questões retóricas na conversa: como a execução dos serviços de atenção básica são municipalizados, se o governo federal obrigará as prefeituras a instalarem os (supostos) médicos cubanos em seus hospitais e postos de saúde. Também não me parece correto que, sobre solo da nação LIVRE brasileira, 6000 trabalhadores contratados sob responsabilidade do governo, não tenham seus salários pagos diretamente a eles, mas ao governo de Cuba, que repassa-lhes um valor irrisório. Se isso não é pagar o contrato ao feitor, não sei o que seja. 

A questão pertinente à linguagem vai além da comunicação médico-paciente. Espanhol não é de tão fácil entendimento como parece. Como fica a comunicação com o corpo de enfermagem? Trata-se de alocar os tais "profissionais" nas regiões mais carentes do país. A dificuldade de entendimento de uma auxiliar de enfermagem ao preparar um procedimento prescrito a um paciente, em minha opinião, poderá causar danos irreversíveis, dentre eles, mortes. E ainda há o receituário. O Brasil da internet tem noção de como são também carentes os balconistas de farmácia do Brasil profundo? Que mal frequentaram escola e mal lêem português?

Isso não vai dar certo. Sob nenhum aspecto. E sequer cheguei, ainda, ao risco da nossa própria escravidão ideológica e o que o mundo livre, democrático e publicamente contra as ditaduras do mundo, acharão de participar de uma Copa do Mundo ou Olimpíadas podendo as suas delegações serem vítimas de espiões - ou coisa pior - pagos pelo governo brasileiro. Desses dois aspectos, há muito o que dizer em outros posts. E não, não se trata de inventar teoria da conspiração. Alguns de nós sabem de coisas e de pessoas (de outros países) que, por sua vez, sabem das coisas que vão além de delírios de alguma imaginação hiperativa. 

Sugestão do blog: na oportunidade da visita da blogueira Yoani Sanchez ao Brasil, o procurador Ailton Benedito publicou em seu blog, Bendito Argumento, o artigo chamado A Cubanização do Brasil. Leitura recomendada.

6 comentários:

  1. Só restará aos profissionais da saúde, o uso da arma que o próprio PT forjou: a greve! Paralização total e se negar a trabalhar com eles!

    ResponderEliminar
  2. Regina

    Quando estive na Colômbia e em contato com cidadãos venezuelanos, estes afirmavam que o "maior risco atual" da Venezuela é representado por quase "50 mil técnicos" cubanos prestando vários tipos de serviços, incluídos os de Saúde sob "direção direta" do Governo de Cuba. (1)
    O "espanhol" falado principalmente por "afrodescendentes" é de muito mais difícil entendimento, que o dos "europeudescendentes". Como se dará essa comunicação, como muito bem vc observou ? (2)
    O que se prepara na verdade ? O deslocamento de "efetivos" hoje na Venezuela para o Brasil, depois de uma "aclimatação" ?

    ResponderEliminar
  3. Se um médico cubano quiser atander um paciente brasileiro usando uma camisa como a da foto acima abrirá algum precedente pra que um médico brasileiro trabalhe vestindo uma camisa com foto do Fernandinho Beira-Mar, do Menor P., do Hitler ou de Stalin?!

    Ale Almeida.

    ResponderEliminar
  4. Temos sim que impedir a qualquer custo esse ato criminoso. Eles nao sao os donos do paise nao podem fazer um crime desses contra o povo brasileiro. Esses pobres escravos so virao para ca para ganhar dinheiro brasileiro e repassa-lo a Fidel, o canalha. Quando sera que o povo brasileiro vai reagir? O que sera que eles esperam?

    ResponderEliminar
  5. Outra coisa, já ouvi que eles irão pagar o dízimo de filiado do PT. Então, são 6000 medicos a R$ 8000,00 = 48.000.000,00 de reais = tira ai 4% ou mais para o PT = fez as contas = 1.920.000,00 mês! Vai fortalecer os cofres do partido, por isso, tem que ser médicos cubanos ahhaha

    ResponderEliminar
  6. Uau! O Ailton foi direto na veia! Esta luta não é só dos médicos brasileiros é de todo cidadão que preza a democracia.

    ResponderEliminar