segunda-feira, 9 de junho de 2014

SOU OPOSIÇÃO, SOU PROTAGONISTA DA MUDANÇA: #EuApoioAécio


Na seara política, não haveria forma outra de compreender o sentido de oposição, salvo a disputa entre, ao menos, duas forças contrárias implicantes, lógica e estruturalmente, de sinal trocado: certo x errado; mais x menos; vencedores x perdedores; governo x oposição. Dessa forma, o partido derrotado numa eleição automaticamente vence o direito de assumir o cargo de oposição.  São, governo e oposição, dois lados do mesmo jogo democrático. Ambos fazem parte do estado e são constituídos pela vontade do eleitorado. É uma via de mão dupla: o cidadão precisa que a oposição traduza para ele, em linguagem própria, o que ela quer, planeja; a oposição precisa trazer, para o debate político, os valores, os anseios, as pretensões do cidadão esquecido pelo governo. 

Nós, os eleitores, estamos ávidos por mudança. Isso está claro em todas as pesquisas, mesmo sabendo nós que os números tendem a atender a vontade do contratante. Pois trocar uma tutela por outra é perpetuar o círculo vicioso que nos mantém subdesenvolvidos. A oportunidade de mudança está em se livrar da tutela e não se trocar de tutor. Tudo isso continua tendo a ver com confiança: o PT traiu em todos os aspectos possíveis, a confiança de toda uma Nação. Precisamos de quem se desapegue do controle do estado e empregue o fator confiança para que a sociedade, livre, se desenvolva. 

Desde meados de 2013, este blog e eu temos afirmado que o Brasil conta com um candidato capaz de concentrar em si tais fatores como também de conquistar o eleitorado que sabe que nada é pior do que o PT para o Brasil, que ninguém é pior do que os seus membros para nos governar. Vencer o PT é algo que só se faz com inteligência, fogo nos olhos, faca nos dentes e ferradura nos cascos. Pois Aécio Neves, o senador mineiro que essa semana será confirmado em convenção como candidato a presidente pela oposição, correu o risco de acertar ao se opor a tudo o que está aí, e está acertando. Este é o momento certo para juntarmos forças a favor do ponto que todos temos em comum: sabemos que é preciso vencer o PT porque ele é nocivo para o Brasil e para os brasileiros. 

O ciberativista da cidadania, Rodrigo Crivellari, velho conhecido de todos nós por sua paixão pela mobilização política nas redes sociais, publicou numa fanpage do Facebook um vídeo chamando-nos à responsabilidade: é hora de nos posicionar. Ele nos convida a seguir seu exemplo e declarar apoio ao único candidato que - gostem muito ou pouco - é absolutamente capaz de, não apenas derrotar o PT neste ano, como também restituir no país o caminho do desenvolvimento, com valorização do mérito e estabelecer condições para que, com um estado menor e mais eficiente, a corrupção que hoje grassa perca espaço, seja punida e combatida por todos, na prática. 

A iniciativa do Crivellari merece aplauso e adesão. Endosso-a, participando também, atendo o seu convite com este post e outras ações que virão. E peço a vocês que a gente demonstre agora o que certamente todos faremos em outubro. O momento para nos mobilizarmos a favor desse objetivo é perfeito. Aécio Neves teve uma ótima participação no Roda Viva, não tem se furtado em posicionar-se em temas que os candidatos geralmente fogem, como liberação de drogas (é contra), diminuição da maioridade penal (é a favor), diminuição do estado (eficiência contra a corrupção) dentre outros. Dilma Rousseff nunca teve tanto medo! O PT nunca esteve tão perdido. Vamos mostrar ao PT que o Brasil não é dele, é nosso, e nós temos força para fazer o PT se perder muito mais.

Afirmou Rodrigo no seu vídeo, "é preciso ter consciência que o tempo é curto, o caminho é longo e o adversário não é bobo". Tanto não é bobo que o adversário - o PT, a Dilma - sabe bem o poder que tem a vontade que nasce espontaneamente, sem vínculo partidário e sem benesses do poder. É isso que nós temos de sobra: a força de quem está impondo ao PT na web fragorosas derrotas em tuitaços, por exemplo. Nós temos algo que dinheiro não paga nem o braço forte do poder apaga: liberdade e consciência.

Tudo na vida é questão de escolha. É possível escolher não escolher. Mas a história é escrita por quem participa dela, e não o contrário. Faça parte dessa nova história do Brasil, o Brasil livre do PT e do mal profundo que o PT representa. Seja protagonista. Vem pra rede!

Sem comentários:

Enviar um comentário