CAI A NOITE



"...Profundo é o desassossego
Doença que tornou incurável
Os olhos estão espantados com o seu descaso.
Gozei com os teus desvarios
Dividi a tua cobiça, desejei
E me entreguei em teus braços
E fez de mim descaso.
A doçura que compartilhei,
Abraços, afagos invejados.
E a embriaguez da brisa
Me afirma de tal loucura
Que cometeria em teus braços.
Tornou-se desassossego dos meus passos
Me despiu da liberdade
Dos pensamentos incansáveis
Hoje vivo em total desassossego
Querendo voltar para os teus braços." 
(Neidinha Santos)

Comentários

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  2. Isso, como me disse um amigo querido esta semana, não é amor, é vício.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares