CAI A NOITE


"Teus lábios doces me assustam 
com palavras francas demais 
Não escondem as entrelinhas 
e as reticências vêm e traduzem 
Teus lábios doces destilam 
verdades demais 
Doem tuas palavras doces como um beijo 
sangram como uma mordida 
Tua entrega me consome as pernas enroscadas 
e eu já nem sei mais quem somos 
Tuas palavras certeiras destilam toda a verdade 
Teu silêncio fala todos os fantasmas 
Teus lábios doces me mordem e me beijam 
com a mesma frequência que de tanto amar-te 
tenho em minha carne as marcas não de teus dentes, 
não de teus beijos mas... 
de tua palavra e de teu silêncio." 
(Dafne Stamato)

Comentários

  1. marcia190704/04/11, 01:22

    a-mei a ampliação da foto!

    ResponderEliminar
  2. Esse poema e lindo!
    (KA)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares