CAI A NOITE


Não sei como tudo aconteceu...
Um arroubo, arrebatamento inconseqüente - de adolescência?
Apenas algo que deveria ser resgatado,
vivendo de lembranças - não vividas.

Vidas que se cruzam em diversos momentos
tomaram rumos diferentes, de novo batendo à porta,
e começou já com aquele gosto - amargo
de que um dia acabaria - assim acabou.

Não sabia que doeria tanto, rasgaria - por dentro
como uma morte - dizem que amores morrem mesmo,
e que essa dor era tão intensa,
e que tudo terminou como se nada tivesse acontecido,

Onde estava eu, a mulher racional - lúcida,
que habitava nesse corpo que agora padece - inerte na cama,
Não chorei, não pensei, não senti - simplesmente não senti.
E se alguém me visse chorando, me prestaria socorro? - Acho que não.

As pessoas te dizem: Vai passar - e passa mesmo,
mas cada um sabe de seu período de dor.

Foram-se os dias, dirigia pela cidade sem nada ver,
sem sequer saber - para onde ir.
O que eu sentia, paixão - de doer,
de dar medo, inveterada, sem noção,
um dia, acabar iria.

O final de amor me roubou o juízo - eu, mulher de classe
Meu juízo - eu, mulher consciente - nunca perdi o chão
Outras vezes sofri, outras vezes com mais discernimento,
sem essa vertigem que faz parecer que a queda não tem fim
e que dela, não acordarei, tão cedo.
Entreguei-me, não pensei - se pensasse não faria.
Estou anestesiada.

Ontem te vi com ela - aquela mesma
que você falava tão mal - não podia mais conviver
Estou anestesiada.

Uma tristeza amistosa, me impede de reagir
de fazer planos - até de sofrer,
simplesmente entorpece, imobiliza
Trajetória de morta-viva - algumas horas morta, outras mais viva,
À noite, cansada, durmo - acordo sobressaltada
Todos os pesadelos tem você.

Amar desse jeito, transtornado
não é normal - realmente não era.

Vladia Soares

Comentários

  1. Vai parecer "mesmice" te dizer o quero e que aprendi na prática, à duras penas..... Já senti esta dor de morrer... não morremos, não literalmente... entorpece, anestesia, coração primeiro dói, chora pra dentro, achamos que não resistiremos bravamente..... mas sobrevivemos.... Somos mulheres, somos de fibra.... somos doces, somos frágeis.. Depois que a dor vira uma amarga lembrança, coração fica esperto... namorador.... solteiro... nunca sozinho.... Aquele amor? Fica pra sempre guardadinho no lugar + especial que temos dentro da gente.... Ahhh seguir os conselhos da Martha Medeiros é imprescindível à sobrevivência "Não trate como prioridade quem te trata como opção".... No mais, te amo grandão.... Um dia conversaremos sobra vida, amores, desamores....

    ResponderEliminar
  2. >Os Sonhos de Icaro

    >Apaguem as luzes
    Acabou o espetáculo
    Chamem o palhaço louco de volta para a jaula
    La Belle de Jour não mais será transmitida na sessão da tarde
    Mesmo ela estando lá…
    Vá à luta meu caro
    Séverine não é Messalina
    Nem coração stop motion picture.
    Bauhauss, Blues, Bier,
    As horas são impiedosas
    Entre um gole e outro
    As escolhas…
    Os pensamentos são como raios em noites sem estrelas
    Sem amigos, sem músicas, sem ninguém…
    Um silencio predomina
    Uma Nona no quarto é tão sublime
    Que quase se acredita em divindade ou no divino
    Uma óde
    Permite se sentir Ícaro outra vez, ou seria Fernão?
    Pouco importa…
    Um trago e as palavras fluem
    As flores do campo são selvagens
    Mas não machucam
    Soltem o palhaço o espetáculo deve continuar
    Troquemos o filme
    Quero a minha amada imortal de volta
    Anna Marie é mais bela
    Voltarei a minha vida de notívago
    Quero as mazelas da noite
    Aonde sou compreendido
    Sempre…

    http://ileniel.wordpress.com/2009/04/10/os-sonhos-de-icaro/

    felicidades sempre...

    ResponderEliminar
  3. Parabéns pelo belo blog. Visite o Blog Diniz K-9.
    http://dinizk9.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  4. As palavras são um singelo retrato do amor que maltrata a alma e o coração.
    Mas, sempre digo e repito: Faz parte.
    Tudo é aprendizado, da mesma forma que tudo é escolha.
    Ao acordar na próxima manhã, Vladia, escolha ser inteiramente feliz. E o resto? faz parte...

    ResponderEliminar
  5. Quem já não passou por isto?
    É exatamente como está escrito neste belo poema.
    Uma verdadeira dor na alma e até mesmo no corpo,que emagrece.
    Parabéns Vladia e Regina!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares