CAI A NOITE


Se me vires amanhã, me abraças?
Se amanhã te encontrar eu te abraço
Como ao travesseiro pela manhã
Na vontade de voltar
Ao sonho da madrugada

Sonhos libertos, sem correntes
Onde a janela está aberta
Só eu te enxergo. Eu te domino
Ah! Se soubesses tudo que te faço...

Dispo-te, te visto
E nua sempre estás
Assim é que te desejo

Dentro de você é que adormeço
É o seu corpo que me aquece
À brisa da manhã... desperto
   


Comentários

  1. Caro Barenna.

    Parabens pelo belo texto, o Veneno Veludo é muito bem servido gente talentosa.
    Abraços

    ResponderEliminar
  2. Igor

    Falta-nos juventude, mas nos sobra vida, desejo e principalmente a sede indômita da paixão.
    Não da paixão carnal, mas daquela que move o mundo: AMAR SEM EIRA NEM BEIRA...

    ResponderEliminar
  3. Nossa, que lindo isso, adorei!
    Nada como o amor verdadeiro!
    Beijos!

    ResponderEliminar
  4. Comandante...
    Que lindo poema!
    Parece mesmo a descrição de um sonho.
    A foto que abre o poema e o show que o complementa dizem tudo...
    Parabéns!

    ResponderEliminar
  5. Muito lindo o poema, um sonho assim, seria perfeito. Mas que continuemos a sonhar!

    ResponderEliminar
  6. este meu afilhado é um fofo, né não?!
    felicidades mil para ele e a musa inspiradora, dona barenete. vocês formam o casal mais doce que conheço.
    beijim

    ResponderEliminar
  7. Belíssimo poema comandante. Fonte infinita de inspiração, dona Baronete deve ser muito mimada mesmo. Beijos aos dois. Todo o carinho do cacique.

    ResponderEliminar
  8. Quando eu crescer, vou ser que nem esse meu tio B... SHOWWWWW!
    Enquanto isso não acontece... Vou #TABULANDO devagar.
    Beijos, tio e tia B.

    ResponderEliminar
  9. Tal como a Bluesette22, também exclamo: Uau!!!

    Bravo, Barenna!... O amor verdadeiro deve ser contado em versos e prosa sempre! Parabéns!!!

    Selma Buss

    ResponderEliminar
  10. Sinto-me envaidecido com os comentários. Muito obrigado amigos

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares