CAI A NOITE


Impregnado de mim, longe, repousas
Vento erguendo a lua, calma noite
sereno - regando relva
Rede à tardinha, largado, desgrenhado,
- sob o arvoredo
Casas de alpendres, vozes tristonhas
- ou risos prenhes
De compadrio tranquilo, atividades serenas.

Cedinho, aurora, lá fora andorinha
Ao pé do fogão, café fresco 

- na cozinha.
O cheiro da terra amanhecida
- da noite bem dormida
Saram, frescos, os teus olhos ardidos.

A lenda e o tesouro, brasa e carvão
O barco e a vela, areia e mar

Sela e arreio, horta e ancinho
Ninho, passarinho
Dois: eu e tu, indispensável inspiração
Trocamos ausências e saudades tais
Tu em mim, eu em ti
Onde estivermos - revivemos
Para sempre, um do outro
- sem dividir a mesma cena
Pertencemos.

Comentários

  1. Muito bonito. Cheiro de terra amanhecida é muito bom.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares